[1]
V. de O. Bittencourt, “Difusão lexical no âmbito das causativas analíticas: do latim ao português do Brasil”, Rev. SCRIPTA, vol. 4, nº 7, p. 25-36, out. 2000.