A trajetória de vida de um caso de Síndrome da Exclusão Social

antonio benedito lombardi, João Victor Assumpção, Carolina Cysne, João Pedro Raso, Pedro Greco

Resumo


A cultura da indiferença humana e a negação da cidadania no Brasil desde o início da colonização têm produzido e perpetuado o fenômeno da exclusão social. Um exemplo é a escravidão que durou cerca de 350 anos. Este fenômeno excludente materializa-se ao produzir uma diversidade de fatores de risco biopsicossociais impactantes biopsicossocialmente, desde a gestação e em todos os períodos do ciclo de vida, acumulando e deixando sequelas profundas: é a Síndrome da Exclusão Social. O relato de um caso mostra que a Síndrome da Exclusão Social representa a ponta do iceberg do fenômeno e que a diversidade dos sintomas das mais diferentes naturezas demanda ações de uma multiplicidade de diferentes áreas do conhecimento e de outros setores, além da saúde, estimulando o diálogo e a integração entre estas áreas e setores objetivando otimizar as inúmeras abordagens necessárias. Apesar de se tratar de uma síndrome, um assunto médico, que naturalmente demanda intervenções próprias da área de saúde, fica evidente porque outras disciplinas e setores não ligados as áreas da saúde são corresponsáveis pela promoção do Desenvolvimento Humano, pela prevenção de diferentes transtornos físicos, psíquicos, sociais, etc. e por uma variedade de apoios necessários à implementação das intervenções


Palavras-chave


Exclusão Social, Determinantes Sociais de Saúde, Desenvolvimento Humano,

Texto completo:

PDF


Revista Sinapse Múltipla

 

CONTATO

Rua do Rosário, 1081 – Bairro Angola - Betim, MG – Brasil

CEP: 32604-115

Tel: +55 (31) 3539-6837

E-mail: sinapsemultipla@pucminas.br