Criação de banco de imagens de insetos aquáticos e sua eficácia comparada a outros instrumentos de identificação taxonômica

  • Alison Bramuth Coleção de Invertebrados, Museu de História Natural, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – Av. Dom José Gaspar, 290, sala 104, Coração Eucarístico, Belo Horizonte, MG, Brasil - CEP 30535-901 - Telefone: (31) 3319-4385
  • Diogo França Fazenda Urbana Andiroba, Rua Samuel Brandão 136, Bairro Andiroba, Esmeraldas, CEP 35740-000 Minas Gerais, Brasil
  • Henrique Paprocki Coleção de Invertebrados, Museu de História Natural, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – Av. Dom José Gaspar, 290, sala 104, Coração Eucarístico, Belo Horizonte, MG, Brasil - CEP 30535-901 - Telefone: (31) 3319-4385
Palavras-chave: taxonomia, macroinvertebrados aquáticos, fotografia, biomonitoramento

Resumo

É evidente a importância da taxonomia na gestão de recursos naturais. Porém, os instrumentos taxonômicos atuais não acompanham a crescente necessidade de gerar conhecimento para a gestão ambiental. Cursos d’água são recursos naturais vitais que tem sofrido com os impactos provocados pela crescente economia. O biomonitoramento com insetos aquáticos é uma ferramenta importante na gestão dos cursos d’água O objetivo deste trabalho foi criar um banco de imagens de insetos aquáticos, para trabalhos de identificação. O banco de imagens criado possui pranchas fotográficas dos indivíduos e características taxonômicas que permitem a classificação ao nível de família e em alguns casos ao nível genérico. Confrontamos a eficácia do banco de imagens com chaves de identificação e com um livro com chaves e ilustrações, através de identificações realizadas por alunos da PUC Minas. O tempo de identificação foi menor com o uso do banco de imagens (p<0,01). Quantidade de acertos e confiança dos alunos em suas respostas foram significativamente maior do que com o uso dos outros instrumentos (p<0,01). O banco de imagens se mostrou um instrumento que permite acesso rápido e fácil à informação, sendo capaz de mudar significativamente os estudos taxonômicos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Alison Bramuth, Coleção de Invertebrados, Museu de História Natural, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – Av. Dom José Gaspar, 290, sala 104, Coração Eucarístico, Belo Horizonte, MG, Brasil - CEP 30535-901 - Telefone: (31) 3319-4385
Mestre em Geografia -Tratamento da Informação Espacial pela PUC Minas (2017). Graduado em Ciências Biológicas Licenciatura e Bacharelado pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (2013). Experiência nas áreas de levantamento de entomofauna, taxonomia de macroinvertebrados bentônicos, tratamento de imagens de cunho taxonômico, biomonitoramento da qualidade da água, modelagem de adequabilidade de hábitat, conservação ambiental, análise espacial, cartografia e geoprocessamento.
Publicado
18-12-2017
Como Citar
Bramuth, A., França, D., & Paprocki, H. (2017). Criação de banco de imagens de insetos aquáticos e sua eficácia comparada a outros instrumentos de identificação taxonômica. Sinapse Múltipla, 6(2), 126-138. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/sinapsemultipla/article/view/16037
Seção
SINAPSE AMBIENTAL