Avaliação microbiológica de vitaminas de açaí comercializadas na região do Barreiro, Minas Gerais

Camila Nayara Mello, Juliana Campos de Pinho Resende

Resumo


O crescente consumo de vitaminas de polpa de açaí nos últimos anos por seu alto valor nutricional pode gerar riscos à saúde da população desde que haja elevada carga microbiana decorrente de baixas condições higiênico-sanitárias. O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade microbiológica de 15 amostras de vitaminas de açaí comercializadas em diferentes locais na região do Barreiro. Após a análise observou-se que treze amostras (86,66%) apresentaram contaminação. Em cinco amostras (33,33%) detectou-se contaminação por Serratia sp., quatro amostras (26,66%) apresentaram contaminação por Proteus sp., três amostras (20%) apresentaram contaminação por E. coli. A contaminação por Salmonella sp. ocorreram em duas amostras (13,33%). Em relação as sete amostras analisadas para detecção de Staphylococcus sp. não foi detectada a presença do mesmo. Esses resultados indicam a importância de boas práticas higiênico-sanitárias aliadas a ações educativas para os manipuladores de alimentos, além da necessidade de uma vigilância mais rigorosa em tais estabelecimentos, a fim de garantir a segurança alimentar dos consumidores.

Palavras-chave


vitamina de açaí; análise microbiológica; manipuladores de alimentos.

Texto completo:

PDF


Revista Sinapse Múltipla

 

CONTATO

Rua do Rosário, 1081 – Bairro Angola - Betim, MG – Brasil

CEP: 32604-115

Tel: +55 (31) 3539-6837

E-mail: sinapsemultipla@pucminas.br