Ação do extrato de Punica granatum sobre larvas infectantes de Ancylostoma sp. de cães.

  • Silas Osório de Rezende Faculdade de Minas – FAMINAS. Avenida Cristiano Ferreira Varella, 655 - Universitário, Muriaé - MG, 36880-000
  • Fernanda Mara Fernandes Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais
  • Ingrid Ney Kramer Mello Universidade Federal de Viçosa

Resumo

Alguns helmintos intestinais de cães, como o Ancylostoma sp., tem requerido grande atenção pelo seu potencial zoonótico. O objetivo deste foi avaliar a atividade anti-helmíntica do Punica granatum sobre a motilidade e o desenvolvimento larvar de Ancylostoma sp. Um ensaio foi conduzido em coproculturas; formaram-se três grupos tratados com o extrato de Punica granatum em diferentes concentrações com 7 repetições e o  outro ensaio foi realizado em placas de Petri contendo o meio Ágar-água 2%; em três grupos foi adicionado às placas o extrato em diferentes concentrações e no grupo controle só a suspensão das larvas; formando 4 grupos com 6 repetições cada. O extrato aquoso foi obtido através de cocção. Foram utilizadas no experimento fezes frescas provenientes de cães sem raça definida (SRD) infectados naturalmente.  De acordo a análise estatística o primeiro ensaio não obteve uma significância, ou seja, não apresentou atividade ovicida relevante; já o segundo ensaio obteve um resultado significativo, principalmente na concentração de 5% do extrato. Todavia nossos achados a respeito da atividade do extrato são importantes, pois assim poderemos dar continuidade ao trabalho verificando seu real potencial anti-helmíntico.

Biografia do Autor

Silas Osório de Rezende, Faculdade de Minas – FAMINAS. Avenida Cristiano Ferreira Varella, 655 - Universitário, Muriaé - MG, 36880-000
Biomédico, Assessor científico.
Fernanda Mara Fernandes, Universidade Federal de Viçosa, Minas Gerais
Farmacêutica e Doutoranda em Medicina Veterinária, Universidade Federal de Viçosa.
Ingrid Ney Kramer Mello, Universidade Federal de Viçosa

Médica Veterinária e Mestre em Medicina Veterinária, Universidade Federal de Viçosa.

Publicado
22-12-2015
Seção
SINAPSE AGRÁRIA