TORTURA E ÉTICA DA FOTOGRAFIA: PENSANDO COM SONTAG

Júlia Satiro de Oliveira

Resumo


Judith Butler, filósofa pós-estruturalista estadunidense, no segundo capítulo de seu livro Quadros de Guerra, analisa amplamente a tortura e a ética da fotografia, analisando alguns postulados de Susan Sontag, uma escritora norte-americana que trabalhou extensivamente sobre as matérias de fotografia, mídia e cultura, acompanhando em suas viagens nos anos 60 as ações na Guerra do Vietnã. Nesse capítulo, Butler trata do modo como a dor nos é apresentada, mais especificamente pela fotografia, e como aquela nos atinge, quais respostas ela produz.

Texto completo:

PDF

Referências


BUTLER, Judith. Quadros de Guerra: Quando a vida é passível de luto? Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, p.99-149, 2015


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 Virtuajus