Contratos Administrativos

Análise em torno da pandemia de COVID-19

  • Bruno de Almeida de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Clara Carvalho Loureiro Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Francielle Caroline Pereira Pontes Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Gessica Lorrani Oliveira Xavier Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Thaynan Oliveira Costa Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Administração, COVID-19, Pandemia, Impactos, Soluções

Resumo

A pandemia de COVID-19 alterou substancialmente a dinâmica de vida das pessoas já que medidas para conter a propagação implicaram na diminuição de circulação de pessoas. Assim, além dos custos extraordinários com a saúde, o poder público deve atentar-se para os impactos provocados às atividades decorrentes dos contratos administrativos firmados. Este artigo propõe-se a apresentar possíveis soluções da Administração em relação aos contratos em questão, considerando as prerrogativas e particularidades destes contratos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ARÊDES, Sirlene Nunes. As cláusulas exorbitantes e a distinção dos contratos da administração em contratos administrativos e contratos de direito privado. Revista de Direito Administrativo. Rio de Janeiro. v.253. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rda/article/viewFile/8053/6842. Acesso em: 31 mai. 2020.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado, 1988.

BRASIL, Lei nº 7.783, de 28 jun. 1989: Dispõe sobre o exercício do direito de greve, define as atividades essenciais, regula o atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade, e dá outras providências. Brasília, DF: Presidente da República, [2020].

BRASIL, Lei nº 8.666 de 21 jun. 1993: Regulamenta o art. 37, inciso XXI, da Constituição Federal, institui normas para licitações e contratos da Administração Pública e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República [2019].

BRASIL, Lei nº 8.997 de 13 fev. 1995: Dispõe sobre o regime de concessão e permissão da prestação de serviços públicos previsto no art. 175 da Constituição Federal, e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República [2015].

BRASIL, Lei nº 9.507 de 21 de set. 2018: Dispõe sobre a execução indireta, mediante contratação, de serviços da administração pública federal direta, autárquica e fundacional e das empresas públicas e das sociedades de economia mista controladas pela União. Brasília, DF: Presidência da República [2019].

BRASIL, Lei nº12.846 de 1 ago.2013: Dispõe sobre a responsabilização administrativa e civil de pessoas jurídicas pela prática de atos contra a administração pública, nacional ou estrangeira, e dá outras providências. Brasília, DF: Presidência da República [2013].

BRASIL. Medida Provisória nº 926, de 20 de março de 2020. Altera a Lei nº 13.979, de 6 de fevereiro de 2020, para dispor sobre procedimentos para aquisição de bens, serviços e insumos destinados ao enfrentamento da emergência de saúde pública de importância internacional decorrente do coronavírus. Brasília, DF: Presidência da República, 2020.

BINENBOJM, Gustavo. Da Supremacia do Interesse Público ao dever de proporcionalidade: Um novo paradigma para o direito administrativo. Revista de Direito Administrativo. Rio de Janeiro. v.239. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rda/article/view/43855/44713. Acesso em: 23 jun 2020.

COSTA, da, E. P. Coleção saberes do direito. v. 33 - Direito administrativo III: bens públicos, licitação. São Paulo: Saraiva, 2013. E-book.

DI PIETRO, Maria Sylvia Zanella. Direito administrativo. 32. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2019. E-book.

FALEIROS JÚNIOR. José Luiz de Moura. A Administração Pública consensual: novo paradigma de participação dos cidadãos na formação das decisões estatais. Revista Digital de Direito Administrativo. São Paulo. v.4. n.2. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rdda/article/view/131126/130583. Acesso em: 08 jun. 2020.

FERRAZ, Luciano. Contratos administrativos e flexibilidade em tempos de Covid-19. 01 abr. 2020. São Paulo. Disponível em: https://www.conjur.com.br/2020-abr-01/luciano-ferraz-contratos-administrativos-flexibilidade. Acesso em: 29 abr. 2020.

GAGLIONI, Cesar. Quais são os níveis de transmissão do novo coronavírus. Nexo Jornal, São Paulo. 06 de mar de 2020(atualizado 23/03/2020 às 10h14). Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/expresso/2020/03/06/Quais-s%C3%A3o-os-n%C3%ADveis-de-transmiss%C3%A3o-do-novo-coronav%C3%ADrus. Acesso em: 30 mar. 2020.

GALLAGHER, James. Coronavírus: quanto tempo uma pessoa leva para se recuperar da covid-19. BBC News. 26 abr. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-52274791. Acesso em: 30 mar. 2020.

GUERRA, Sérgio; PALMA, Juliana Bonacorsi de. Art. 26 da LINDB: Novo regime jurídico de negociação com a Administração Pública.Revista de Direito Administrativo, Rio de Janeiro, Edição Especial: Direito Público na Lei de Introdução às Normas de Direito Brasileiro – LINDB (Lei nº 13.655/2018), p. 135-169, nov. 2018. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rda/article/view/77653. Acesso em 10 abr. 2020.

LUCIO, Clemente Ganz. A reforma das relações sindicais volta ao debate no Brasil. Estud. av., São Paulo , v. 34, n. 98, p. 127-142, abr. 2020 . Disponível em . Acesso em 07 jun. 2020.

MAGENTA, Matheus; MOTA, Camila Vera. Coronavírus: com chegada da doença ao Brasil, o que realmente funciona para se proteger? BBC News Brasil. São Paulo; Londres. 26 fev. 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-51318710. Acesso em: 30 mar. 2020.

MARCELINO, Paula; CAVALCANTE, Sávio. Por uma definição de terceirização. Cad. CRH, Salvador, v. 25, n. 65, p. 331-346, Aug. 2012. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-49792012000200010&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 05 jun. 2020.


MAZZA, Alexandre. Manual de direito administrativo. 9 ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2019.E-book.

NIEBUHR, Joel de Menezes. O que fazer com os contratos administrativos em tempos de coronavírus?.Curitiba. 01 abr. 2020. Disponível em: https://www.zenite.blog.br/o-que-fazer-com-os-contratos-administrativos-em-tempos-de-coronavirus/. Acesso em: 29 abr. 2020.

NOHARA, Irene Patrícia. Direito administrativo. 9. ed. São Paulo: Atlas, 2019. E-book.

OLIVEIRA, Rafael Carvalho Rezende. Princípios do direito administrativo. 2 ed. São Paulo: Método, 2013. E-book.

SOLIANO, Vitor. A negociação público-privada durante e após a pandemia. São Paulo. 05 abr. 2020. Disponível em: https://www.conjur.com.br/2020-mai-05/soliano-negociacao-publico-privada-durante-pandemia. Acesso em: 09 abr. 2020.

SPITZCOVSKY, Celso.Direito administrativo esquematizado. 2. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2019. E-book.

ROSSI, Licínia. Manual de direito administrativo. 5. ed. São Paulo: Saraiva Educação, 2019. E-book.
Publicado
23-09-2020