A REPRESENTATIVIDADE DO SERTÃO MINEIRO PELAS VEREDAS DA LITERATURA ROSEANA

MINAS 300 ANOS

  • Maria Luiza Rodrigues Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Guimarães Rosa, Grande Sertão: Veredas, Minas Gerais

Resumo

O objetivo do artigo em questão é apresentar, por meio do clássico literário ‘Grande Sertão: Veredas’ de João Guimarães Rosa, uma análise das diversas faces do sertão de Minas Gerais, local quase sempre colocado à margem na historiografia. Neste sentido, parte-se de uma observação acerca do conceito de sertão nas produções intelectuais brasileiras ao longo dos séculos, tendo seu foco na escrita de Rosa, visto que o autor narra os atores e processos do espaço com uma singularidade inédita. Assim, este trabalho busca demonstrar como a narrativa roseana representa a região, contribuindo diretamente com a história e as vivências de Minas Gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BOLLE, Willi. grandesertão.br: o romance de formação do Brasil. São Paulo: Editora 34/Livraria Duas Cidades, 2004.

Carta de Pero Vaz de Caminha. In: MARQUES, A.; BERUTTI, F.; FARIA, R. História moderna através de textos. São Paulo: Contexto, 2001.

CÂNDIDO, Antônio. O homem dos avessos. In: CÂNDIDO, Antônio. Tese e antítese. 3ª ed. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1978.

DANTAS, S. M. Nos primórdios era natureza, mas o sertão foi civilizado. A relação história e natureza na ocupação do Triângulo Mineiro. Ponta de Lança: Revista Eletrônica de História, Memória & Cultura, v. 13, n. 24, p. 77-90, 31 ago. 2019

FAUSTO, Boris. História do Brasil. 14. ed. atual. e ampl., 3. reimpr. – São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2019. (Didática, 1).

MEYER, M. As Anotações de Viagem de Guimarães Rosa pelo Sertão de Minas Gerais. Revista Graphos, v. 1, n. 1, 1 jan. 2006.

O SÉCULO 18 nas Minas Gerais. [S. l.], 11 jul. 2019. Disponível em: http://www.cultura.mg.gov.br/component/gmg/story/5696-o-seculo-18-nas- minas-gerais. Acesso em: 23 set. 2020.

RIBEIRO, Ricardo F. Florestas anãs do sertão: o cerrado na história de Minas Gerais. Belo Horizonte: Autêntica, 2005

ROSA, João Guimarães. Ave, palavra. 6ª ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009. [texto originalmente publicado na revista “O Cruzeiro”, em 25.8.1957].

ROSA, João Guimarães. Grande sertão: veredas. 22ª ed., São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

SANTIAGO, Silviano. Genealogia da ferocidade: ensaio sobre Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa. Recife: Cepe, 2017.

Vasconcelos, S. G. T. (2002). Homens provisórios. Corenelismo e jagunçagem em Grande sertão:veredas. Scripta, 6(10), 321-333. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12410.

WOOLF, Virginia. Orlando. São Paulo, 1982.

Publicado
20-09-2021
Seção
Artigos de Discentes e Egressos