PINK TAX NO BRASIL

Investigações preliminares

  • Lívia Maria Lucca
  • Maria Clara de Neto Sales Oliveira
Palavras-chave: Pink tax, Impostos rosas, Extrafiscalidade, Tributação, Gênero, Mulheres

Resumo

O termo Pink Tax, em tradução livre para o português significa “imposto rosa” ou “tributo
rosa” e é uma expressão que faz referência ao sobrepreço de certos produtos destinados às
mulheres. Pressupõe-se que, muitas vezes, o fato de um produto ser da cor rosa ou apresentar
algumas especificações que possam identificá-lo como feminino, o torna mais caro do que
produtos idênticos ou similares, mas considerados como neutros ou com características
masculinas. A presente pesquisa pretende testar a seguinte hipótese: os produtos de uso
destinado às mulheres são mais caros que os produtos destinados aos homens. Para tanto,
foram levantados dados para analisar a (in)existência dos impostos rosas, comparando preços
dos produtos e monitorando os valores por meio do comércio online e mediante pesquisa do
produto no sítio eletrônico das lojas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ATALIBA, Geraldo. IPTU: progressividade. Revista de Direito Público, v. 23, n. 93, p. 233-238, jan./mar., 1990.

BALEEIRO, Aliomar, DERZI, Misabel. Limitações Constitucionais ao Poder de Tributar, 8ª ed, Rio de Janeiro: Forense, 2010.

GHERARDI, Natalia; ENRÍQUEZ, Corina Rodriguez. La política tributaria como herramienta para la equidade de género: el caso del impuesto a las ganancias sobre personas físicas em Argentina. 2008

PISCITELLI, Thathiane. Tributação de gênero no Brasil. Valor Econômico, 01 de agosto de 2019. Disponível em: https://valor.globo.com/legislacao/fio-da-meada/post/2019/08/tributacao-de-genero-no-brasil.ghtml. Acesso em 30/07/2020

STOTSKY, Janet Gale. Gender Bias in Tax Systems. Whashington, DC: International Monetary Fund, 1996.

TIBURI, Márcia. Feminismo em comum. Rio de Janeiro: Rosa dos Tempos, 2018.

YAZUCIOGLU, Alara Efsun. Pink tax and the law: discriminating against women consumers. Nova York: 2018.

Publicado
27-01-2022
Seção
Artigos de Discentes e Egressos