UMA CIDADE SOB A OCUPAÇÃO NAZISTA: PARIS (1940-1944)

  • Adson Cristiano Bozzi Ramatis Lima Universidade Estadual de Maringá
Palavras-chave: Paris. Segunda Guerra Mundial. Jean-Paul Sartre.

Resumo

A cidade de Paris esteve ocupada pelo exército alemão durante a quase totalidade da Segunda
Guerra Mundial, e esse fato, assim como a rápida derrota do exército francês, foi sentida por muitos
cidadãos franceses como uma vergonha e uma humilhação. No ensaio Paris sous l’occupation, publicado
em1945, o filósofo francês narrou a um hipotético leitor estrangeiro as agruras de ter vivido
em uma cidade que, uma vez ocupada por uma força militar hostil, já parecia não mais lhe pertencer.
O objetivo deste artigo é analisar o supracitado ensaio de Sartre para perceber como uma cidade na
qual sempre se habitou, pela qual se tem uma grande empatia e com a qual se criou uma relação
afetiva, repentinamente se altera: com as suas casas de espetáculo sendo fechadas, as suas ruas
tornando-se desertas e com os seus prédios públicos requisitados.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adson Cristiano Bozzi Ramatis Lima, Universidade Estadual de Maringá

Pós-doutor pela Faculdade de Arquitetura
e Urbanismo da Universidade de
São Paulo (FAUUSP), doutor em Teoria
e História da Arquitetura pela FAUUSP,
Mestre em Estudos Literários pela Universidade
Federal do Espírito Santo
(UFES), especialista em Filosofi a Contemporânea
pela UFES, graduado em
Arquitetura e Urbanismo pela UFES,
professor adjunto do Departamento de
Arquitetura e Urbanismo da Universidade
Estadual de Maringá.

Seção
Artigos