CIDADES E FRONTEIRAS: ENTRE EXPANSÃO E FRAGMENTOS

  • Lisley Braun Toniolo UFES
  • Cristiane de Freitas Cunha UFMG
  • Andréa Máris Campos Guerra UFMG
Palavras-chave: Cidades. Fronteiras. Violência. Segregação.

Resumo

Este artigo objetiva evidenciar os modos como se delimitam as fronteiras na contemporaneidade,
tendo em vista o percurso histórico das metrópoles e da urbanização ocidentais, especialmente no
Brasil. Discutiremos os efeitos da urbanização capitalista na vivência do espaço atualmente, considerando
os fenômenos da segregação e da violência nas cidades brasileiras. Se a metrópole anuncia
um campo de possibilidades, verificamos que sua flagrante expansão, ao mesmo tempo em que
rompe fronteiras, delimita novos muros, denotando uma vivência desigual e fragmentada da cidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lisley Braun Toniolo, UFES

Mestra em Promoção da Saúde e Prevenção
da Violência pela UFMG, bolsista
de pesquisa da Fapemig, psicóloga
pela UFES.

Cristiane de Freitas Cunha, UFMG

Doutora e mestra em Saúde do Adolescente
pela UFMG, coordenadora do
Eixo Violência do Observatório da Saúde
da Criança e do Adolescente, professora
do Departamento de Pediatria da
FM/UFMG, médica pela UFMG.

Andréa Máris Campos Guerra, UFMG

Psicanalista, Doutora em Teoria Psicanalista
pela UFRJ, Professora do Programa
de Pós-graduação em Psicanálise
da FAFICH-UFMG.