O USO DO ESPAÇO RESIDENCIAL NA CIDADE DE SÃO PAULO DURANTE O PERÍODO COLONIAL

  • Rogério Novakoski Unip
Palavras-chave: São Paulo. Arquitetura colonial. Programa funcional.

Resumo

Este artigo propõe uma análise do programa funcional das casas coloniais da elite social paulistana, principalmente dos sobrados dos séculos XVIII e XIX, na área urbana da cidade, para a melhor compreensão do uso espacial da área interna dessas casas, do modo de vida e das necessidades de seus proprietários, da relação entre homens e mulheres e da convivência com os escravos dentro da mesma edificação. Muito se fala da estética arquitetônica, no entanto há poucos estudos sobre o programa funcional e suas mudanças com o passar do tempo. Hoje, não se sabe tanto sobre o modo de vida dentro dos casebres e sobrados do período colonial em São Paulo, mesmo porque, infelizmente, não se tem mais uma arquitetura existente capaz de contar bem a história dos primeiros séculos da cidade. A metodologia desta pesquisa é bibliográfica e documental, pautada em levantamentos e análises de trabalhos nas áreas da Arquitetura, do Urbanismo, da Sociologia e da Antropologia; e também em algumas figuras e fotografias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rogério Novakoski, Unip
Rogério Novakoski é arquiteto com mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela FAU Mackenzie, e especialização em Desenho Ambiental e Arquitetura da Paisagem pela FAU Mackenzie. É professor nas áreas de Arquitetura e Design de Interiores na Unip e em cursos técnicos do Senac.