DESENHO URBANO E MOBILIDADE

  • Arnoldo Debatin Neto Universidade Federal de Santa Catarna
  • Jonara Machado de Oliveira Universidade Federal de Santa Catarina
Palavras-chave: Pedestre. Mobilidade. Análise sequencial. Morfologia. Sintaxe espacial.

Resumo

Este estudo teve como objetivo avaliar a relação entre a forma urbana e o movimento de pedestres. Para isso foi analisado um trecho de uma via urbana de Florianópolis, SC, Brasil. Foram utilizadas análise sequencial, análise morfológica, sintaxe espacial e contagem de pedestres. A análise sequencial permitiu caracterizar o trecho a partir da perspectiva do pedestre e identificar alguns dos fatores que interferem negativamente na mobilidade. Utilizando a análise morfológica e a sintaxe espacial foi possível caracterizar a forma do espaço e comparar estas informações com a quantidade de pedestres em cada trecho. Na contagem de pedestres identificou-se preferência por uma das calçadas do trecho. A partir da comparação entre os resultados das análises foi possível sintetizar as características da forma urbana da área, relacionar formas e usos, e identificar as dificuldades enfrentadas pelos pedestres ao longo deste trajeto. Foram feitas recomendações para alteração no desenho urbano e levantadas questões para novas pesquisas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Arnoldo Debatin Neto, Universidade Federal de Santa Catarna
Arquiteto pela Universidade Federal de Santa Catarina, Doutor pelo Programa de Pós Graduação em Engenharia de Produção e Sistemas. Professor do Departamento de Expressão Gráfi ca da Universidade Federal de Santa Catarina.
Jonara Machado de Oliveira, Universidade Federal de Santa Catarina
Arquiteta pela Universidade Federal de Santa Catarina, Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo.
Publicado
20-12-2016
Seção
Artigos