O TEMPO E A DIFERENÇA: ANÁLISE E READAPTAÇÃO NUM EDIFÍCIO EM LISBOA

  • Soledade Paiva de Sousa Universidade de Lisboa
  • Miguel Baptista Bastos Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Arquitetura. Análise. Conversão. Tempo.

Resumo

Qualquer interpretação tida sobre a Arquitetura vai-se transfigurando ao longo do tempo; essa transformação
é realizada pela distanciação temporal, analisada consciente e inconscientemente pelo seu
observador. O acontecimento que irá ser demonstrado neste texto comprovará o que foi escrito, pois
a passagem do tempo influenciou duas apreciações sobre um edifício em Lisboa. A metodologia da
primeira foi estabelecida por leituras de dados objetivos, tais como a relação entre planos e a estrutura
de suporte, numa tese de doutoramento. A segunda foi definida dez anos depois, incorporando a
informação recolhida anteriormente com dados mais subjetivos, durante um projeto de alterações no
seu interior. A execução duma obra de remodelação foi determinante para a segunda análise, onde
as modificações efetuadas devido às circunstâncias e a diferente interação do observador geraram
deduções semelhantes, conjugadas com sensações totalmente opostas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Soledade Paiva de Sousa, Universidade de Lisboa
Arquiteta doutorada na Escuela Técnica
Superior de Arquitetura de Madrid,
professora auxiliar na Faculdade de
Arquitetura da Universidade de Lisboa,
Polo Universitário, Alto da Ajuda.
Miguel Baptista Bastos, Universidade de Lisboa
Arquiteto doutorado na Faculdade
de Arquitetura, Universidade de Lisboa.
Professor auxiliar na Faculdade
de Arquitetura da Universidade de Lisboa,
Polo Universitário, Alto da Ajuda.
Publicado
20-12-2016
Seção
Artigos