SUBJETIVIDADE NEOLIBERAL E TEORIA DOS ATOS DE FALA:

Estudos sobre como o cinismo na comunicação política corrobora para a detração de direitos

Palavras-chave: cinismo, fake News, neoliberalismo, fascismo, atos de fala

Resumo

O artigo investiga mecanismos discursivos que propiciam a detração de direitos em razão da subjetividade neoliberal. Portanto se dedica a perscrutar como a comunicação política, sob a praxis neoliberal, se vale de elementos típicos do fascismo estrutural, aproveitando-se de fragilidades das democracias liberais. O artigo observa como a extrema direita se vale do cinismo como agir estratégico, a operar por meio de uma racionalidade de duplo nível, isto é, construindo, propositalmente, desentendimento e assim desestabilizando as condições de possibilidade de comunicação no espaço público. A discursividade neoliberal, para além de erodir pautas de debate sobre direitos sociais e fundamentais, se dedica a atomizar e a desagregar as organizações civis da sociedade, como, por exemplo, os sindicatos e entes de proteção a direitos coletivos e sociais. Portanto, a estratégia do artigo se dedica a investigar a teoria dos atos de fala, a postular que os atos de linguagem são sempre perlocucionários.  Considerando que os sistemas de comunicação em massa produzem assimetrias onde a demagogia pode operar impune, detecta-se vantagens para aqueles que dominam mecanismos de distribuição da informação e assim construtos ideológicos podem ser edificados. O método usado no artigo, para além da revisão de literatura é o crítico reflexivo.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas de Alvarenga Gontijo, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais

Doutor em Direito. Professor de Teoria do Direito da PUC Minas e da Faculdade Milton Campos. E-mail: alvarengagontijo@gmail.com

Adalberto Arcelo, PPGD PUC Minas

Doutor e mestre pela UFMG. Professsor adjunto da Faculdade Mineira de Direito da PUC Minas. E-mail: adalbertoarcelo@gmail.com. 

Publicado
26-12-2023
Como Citar
Gontijo, L. de A., & Arcelo, A. (2023). SUBJETIVIDADE NEOLIBERAL E TEORIA DOS ATOS DE FALA:. Sapere Aude, 14(28), 579-596. https://doi.org/10.5752/P.2177-6342.2023v14n28p579-596
Seção
ARTIGOS/ARTICLES: DOSSIÊ/DOSSIER