SABER MORRER. A "ODE ll" DO LIVRO PRIMEIRO DE RICARDO REIS

  • Gonçalo Cordeiro Universidade de Lisboa
Palavras-chave: Rosa. Correlativo objetivo. Suicídio. Fugacidade. Conhecimento.

Resumo

Nesta leitura  da "Ode 11" do  Livro primeiro  de Ricardo Reis, propor-se-á a articulação de vectores essenciais ao entendimen­to do poema, como o amor, a morte  e o conhecimento. Sob o signo de uma herança assumidamente clássica, cujos princípios estéticos e filosóficos são recuperados e reinventados na poética reisiana, defender-se-á como eixo estruturante do poema a apren­dizagem da morte, argumentando a subl imação do desejo amo­ roso no exercício de docência  poética em torno do ícone plurí­voco e exemplar da rosa (no enquadramento mitológico dos jar­dins de Adônis). Na equação poética do dia e da noite, do eter­ no e do efêmero,  da consciência e a insciência, ponderar-se-á  a deliberação da morte como ato de uma natureza  humana esteti­camente  conseguida - talvez pela  impossível  expressão  de um superlativo gesto de amor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Bíblia sagrada. Tradução João Ferreira de Al meida. Lisboa: Sociedade Bíblica de Portugal, 2004.

PETRARCA, Francesco. Mon secret. Tradução François Desroussiles. Pa ris: Éditions Rivagcs, 1991.

REIS, Ricardo. Poesia. Edição de Manu e l a Parrei r a da Si l va. Lisboa: Assírio&Alvim, 2000.

REIS, Ricardo. Prosa. Edição de Manuela Parreira da Silva. Lisboa: Assírio&Alvim, 2003.

ROUGEMONT, Denis. O amor e o ocidente. Lisboa: Vega, 1989

Publicado
11-05-2017
Como Citar
Cordeiro, G. (2017). SABER MORRER. A "ODE ll" DO LIVRO PRIMEIRO DE RICARDO REIS. Cadernos CESPUC De Pesquisa Série Ensaios, (15), 97-108. Recuperado de https://periodicos.pucminas.br/index.php/cadernoscespuc/article/view/14680