Nietzsche, Guimarães Rosa e a música: algumas notas sobre Tutaméia

  • Edson Santos de Oliveira Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Doutor em Estudos Literários.
Palavras-chave: Guimarães Rosa. Nietzsche. Música. Tutaméia. Irrepresentável.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo fazer uma leitura de dois contos (Lá nas campinas e Curtamão) e dois prefácios (Aletria e Hemenêutica e Nós, os temulentos), textos de Tutaméia, de Guimarães Rosa. O artigo analisa duas epígrafes de Schopenhauer, que insistem na releitura. Ambas estão em Tutaméia e têm sintonia com a noção de música tanto nesse pensador quanto na obra de Nietzsche. O pensamento nietzschiano, no entanto, apostando na música como arte do irrepresentável, através de aforismas e paradoxos, escapando ao conceitual e à metafísica de Shopenhauer, parece ser mais apropriado para a leitura de Tutaméia, obra construída numa escrita nômade, dionisíaca, numa festa em que há uma predominância do significante sobre o significado.


Palavras-chave: Guimarães Rosa. Nietzsche. Música. Tutaméia. Irrepresentável.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Edson Santos de Oliveira, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG. Doutor em Estudos Literários.
Pós-Doutor em Linguística pela UNICAMP, Doutor em Estudos Literários (UFMG),Mestre em Literatura Brasileira (UFMG). graduado em Letras pela Universidade Federal de Juiz de Fora. Concluiu o curso de Formação de Analistas (Círculo Psicanalítico de Minas Gerais), tem especialização em Teoria Psicanalítica (UFMG) e em Filosofia (UFMG). É professor do Mestrado Profissional da Faculdade de Letras e do Centro Pedagógico da UFMG (Coltec), carreira de terceiro grau. Tem experiência na área de Literatura Brasileira e Literatura infanto-juvenil. Linha de pesquisa: Teoria da literatura, Psicanálise, Filosofia da Linguagem, Letramento literário.

Referências

ALMEIDA, Rogério Miranda de. Nietzsche e o paradoxo. São Paulo: Edições Loyola,2005.

AZEREDO, Vânia Dutra de. Nietzsche e a dissolução da moral. São Paulo: Discurso Editorial e Editora UNIJUÍ, 2000.

AZEVEDO, Renata Matos de. Vestígios do impossível: refletindo sobre música a partir da psicanálise, 2007. 175 f. Dissertação (Mestrado) - Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro. Programa de Pós-Graduação em Cognição e Linguagem. Campos dos Goytacazes, 2007.

BARROS, Márcio Benchimol. A música como aia da vontade: ensaio sobre a leitura wagneriana de Schopenhauer. Belo Horizonte: Kriterion, v. 53 n.125, jun. 2012.

BOOLE. Willi. Fórmula e fábula. São Paulo: Perspectiva, 1973.

COUTINHO, Eduardo. “Diálogo com Guimarães Rosa: (entrevista a Günter Lorenz)”. In Coutinho (Org.)Guimarães Rosa. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1983, p. 62-97. (Coleção Fortuna Crítica, 6).

DIDIER-WEILL, Alain. Invocações:Dioniso,Moisés, São Paulo e Freud. Tradução de Dulce Duque Estrada. Rio de janeiro: Companhia de Freud, 1999.

LACAN, Jacques. O Seminário, livro 7: a ética na psicanálise; texto estabelecido por Jacques Alain-Miller; tradução de Antônio Quinet. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1997.

MILNER, Jean-Claude. O amor da língua. Tradução de Angela Cristina Jesuíno. Porto Alegre: Artes Médicas, 1987.

MONTARDO, Sandra Portella. A vontade de Schopenhauer a Nietzsche: um impulso para duas transcendências. Disponível em: . Acesso em: 03 abr.2015.

MOSÉ, Viviane. Nietzsche e a grande política da linguagem. São Paulo: Civilização brasileira, 2005.

NIETZSCHE, Friedrich Wilhelm. Obras incompletas. 4. ed., Seleção de textos de Gerárd Lebrun; tradução e notas de Rubens Rodrigues Torres Filho. São Paulo: Nova Cultural,

-1900] 1987 [Coleção Os pensadores].

NOVIS, Vera. Tutaméia: engenho e arte. São Paulo: Perspectiva, 1989.

NUNES, Benedito. O dorso do tigre. São Paulo: Perspectiva, 1976.

PAULA, Célia Evangelista de. Nietzsche e a música: considerações do filósofo sobre a música como proposta de afirmação da vida. Brasília, UNB, Instituto de Ciências

Humanas,Departamento de Filosofia, 2006. Disponível em: . Acesso em: 29 mar.2015.

PINTO, Jeferson M. Verdade e ficção em uma erótica pragmática. In: Aletria: Revista de Estudos de Literatura. Belo Horizonte, v.12, p.69-75, abr. 2005.

RÓNAI, Paulo. Os prefácios de Tutaméia. In: ROSA, João Guimarães. Tutaméia. 9. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

ROSA, João Guimarães. Tutaméia (Terceiras estórias). 9., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.ROSA, João Guimarães. Lá nas campinas. In: ROSA, Guimarães. Tutaméia (Terceiras estórias) 9. ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009, p. 130-134.

ROSA, João Guimarães. Curtamão. In: ROSA, João Guimarães. Tutaméia (Terceiras Estórias. 9. ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009, p. 67-71.

ROSA, João Guimarães. Aletria e Hermenêutica. In: ROSA, João Guimarães. Tutaméia (Terceiras estórias), 9. ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009. p. 03-12.

ROSA, João Guimarães. Sagarana. 19. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1976.

ROSA, João Guimarães. Primeiras estórias. 5. ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1969.

ROSA, Guimarães. Nós, os temulentos. In: ROSA, Guimarães. Tutaméia. 9. ed., Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009, p. 151-155.

SCHÖPKE, Regina. Por uma filosofia da diferença: Gilles Deleuze, o pensador nômade. Rio de Janeiro: Contraponto: São Paulo:Edusp, 2004.

SCHOPENHAUER, Arthur. O mundo como vontade e representação.Tradução de M. F. Sá Correia. Rio de Janeiro: Contraponto, [1788-1860] 2001.

SCWARZ, Cristina e MOSCHEN, Simone. A pulsão invocante e o abismo das origens: notas sobre a música e o silêncio. Cadernos Psicanalíticos - CPRJ. Rio de janeiro, v.34, n.27, p.153-169, jul./dez.2012).

VICENTE, Maria de Fátima. Psicanálise e música: aproximações. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2014.

VIVÈS, Jean-Michel. A voz na clínica psicanalítica. Tradução de Vera Avellar Ribeiro. Rio de Janeiro: Contra Capa/Corpo Freudiano/ Seção Rio de Janeiro, 2012.

WISNICK, José Miguel. O som e o sentido: uma outra história das músicas. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

Publicado
07-11-2016
Como Citar
Santos de Oliveira, E. (2016). Nietzsche, Guimarães Rosa e a música: algumas notas sobre Tutaméia. Cadernos CESPUC De Pesquisa Série Ensaios, (28), 256-267. https://doi.org/10.5752/P2358-3231.2016n28p256
Seção
Filosofia e Literatura