“Só os irresponsáveis chegam ao topo”:

Narrativas de coaches motivacionais nas redes e o caso Pico dos Marins

Palavras-chave: mídia digital, narrativa, redes sociais, coaching, meritocracia

Resumo

O artigo visa a fazer uma análise da narrativa estabelecida pelo coach Pablo Marçal ao longo de stories publicados pelo mesmo em seu perfil no Instagram, de modo a tornar favorável à sua imagem a repercussão da subida ao Pico dos Marins, em que ele e as demais pessoas que o acompanharam precisaram ser resgatadas pelos bombeiros, de modo a evitar um desfecho trágico. Parte-se do pressuposto de que, para além da narrativa criada, há vieses que constroem o discurso, de modo a estabelecer relações afetivas junto ao público, legitimando uma lógica neoliberal por meio do alcance das emoções: a promessa messiânica, o culto à meritocracia e a vaidade social. Tais pressupostos serão debatidos à luz de Barthes (2011), Han (2018), Illouz e Alaluf (2020) e Lordon (2015), entre outros autores pertinentes à análise proposta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Milena de Azeredo Pacheco Venancio, Universidade Federal Fluminense

Mestre em Mídia e Cotidiano pela Universidade Federal Fluminense (UFF), milena.pacheco@gmail.com, http://lattes.cnpq.br/9558840513249924

Referências

BARTHES, Roland. Introdução à análise estrutural da narrativa. 7. ed. Petrópolis: Editora Vozes, 2011.

BASTOS, Liliana Cabral; BIAR, Liana de Andrade. Análise de Narrativa e prática de entendimento da vida social. Delta: Documentação e Estudos em Linguística Teórica e Aplicada, v. 31, n. 4, p. 97-126, 2015.

BAUMAN, Zygmunt. O mal-estar da pós-modernidade. Trad. Mauro GAMA; Cláudia Martinelli Gama. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1998.

CASTELLANO, Mayka. Cultura da autoajuda: o “surto do aconselhamento” e a bioascese na mídia. E-Compós, v. 15, n. 1, p. 1-13, jan./abr. 2012.

EHRENBERG, Alain. O culto da performance: da aventura empreendedora à depressão nervosa. Trad. Pedro F. Bendassoli. Aparecida: Ideias e Letras, 2010.

HAN, yung-Chul. Psicopolítica: o neoliberalismo e as novas técnicas de poder. Belo Horizonte: Ayine, 2018.

FOUCAULT, Michel. Nascimento da biopolítica: curso dado no Collège de France (1978-1979). Trad. Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

G1. Quem é o coach que colocou 32 pessoas em perigo em SP e cobra quase R$ 3 mil por curso: ‘Prefiro que você sofra a dor do desconforto’. G1 Vale do Paraíba e Região, 8 jan. 2022. Disponível em: https://g1.globo.com/sp/vale-do-paraiba-regiao/noticia/2022/01/08/quem-e-o-coach-que-colocou-32-pessoas-em-perigo-em-sp-e-cobra-quase-r-3-mil-por-curso-prefiro-que-voce-sofra-a-dor-do-desconforto.ghtml. Acesso em: 10 mar. 2023.

ILLOUZ, Eva; ALALUF, Yaara. O capitalismo emocional. In: CORBIN, Alain; COURTINE, Jean-Jacques; VIGARELLO, Georges (eds.). História das Emoções: do final do século XIX até hoje. Tomo III. Petrópolis: Vozes, 2020.

LORDON, Frédéric. A sociedade dos afetos: por um estruturalismo das paixões. Campinas: Papirus, 2015.

MACIEL, Daniela. Brasil já conta com 73 mil coaches Leia mais: Brasil já conta com 73 mil coaches. Diário do Comércio, Belo Horizonte, 3 abr. 2019. Disponível em: https://diariodocomercio.com.br/negocios/brasil-ja-conta-com-73-mil-coaches. Acesso em: 1 set. 2020.

MAGRI, Sheila. Autopromoção Digital: uma análise de subjetividades a partir de influenciadoras de marca pessoal em plataformas digitais. In: ENCONTRO ANUAL DA COMPÓS, 32., São Paulo, Universidade de São Paulo (USP), 2023. Anais [...]. São Paulo: Compós, 2023.

PASTOR, Leonardo. Selfie e experiências afetivas: corpo múltiplo e modulação da intimidade no cotidiano fotográfico. Fronteiras – estudos midiáticos, v. 24, n. 2, p. 14-25, maio/ago. 2022.

TEIXEIRA, Lucas Borges. De coach perdido na montanha a candidato “na marra”: quem é Pablo Marçal. UOL, São Paulo, 4 ago. 2022.

VAN DRIEL, Loes; DUMITRICA, Delia. Selling brands while staying “Authentic”: The professionalization of Instagram influencers. Convergence: The International Journal of Research into New Media Technologies, v. 27, n. 1, p. 66-84, fev. 2021.

Publicado
18-12-2023