O PROCESSO DE INCLUSÃO DE AUTISTAS NO MERCADO DE TRABALHO

  • Cláudio Bezerra Leopoldino Professor do curso de Graduação em Administração e do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Federal do Ceará.
  • Pedro Felipe da Costa Coelho Professor do curso de Graduação em Administraçãoda Universidade Federal do Ceará.
Palavras-chave: Inclusão no trabalho. Transtorno do Espectro Autista. Inclusão de Deficientes.

Resumo

Indivíduos com autismo enfrentam barreiras para atuar no mercado de trabalho brasileiro em função de restrições inerentes ao autismo, como limitações na comunicação, e devido a questões estruturais. A despeito de sua representatividade na população, poucas pesquisas abordam a sua inclusão no mercado de trabalho. Diante disso, este estudo objetiva apresentar o panorama do processo inclusivo de autistas no mercado de trabalho. A partir de revisão da literatura, o presente ensaio teórico aborda as políticas públicas e o processo de inclusão de pessoas dentro do Transtorno do Espectro Autista (TEA), além das dificuldades e oportunidades decorrentes deste processo. Os resultados sugerem que os dispositivos legais não foram acompanhados de estruturas para a implantação do processo inclusivo, e deveriam estimular a preparação de autistas para a atuação profissional e sua contratação. Os entraves para inclusão resultam do preconceito dos empregadores e da falta de preparo vocacional das pessoas com autismo, além da ineficácia das cotas para deficientes e ausência de incentivos. Esses obstáculos podem ser amenizados com a exploração das potencialidades das pessoas com TEA, como a facilidade em executar funções repetitivas e memorizar detalhes. A inclusão de autistas também pode ser uma boa oportunidade para empregadores e para o Estado.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cláudio Bezerra Leopoldino, Professor do curso de Graduação em Administração e do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Federal do Ceará.
Professor do curso de Graduação em Administração e do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Federal do Ceará. Coordenador da Pesquisa "Contribuições da Administração Relativas ao Autismo". Site: http://claudiobbr.wixsite.com/pesquisa-autismo
Pedro Felipe da Costa Coelho, Professor do curso de Graduação em Administraçãoda Universidade Federal do Ceará.
Professor do curso de Graduação em Administração e do Mestrado Profissional em Administração da Universidade Federal do Ceará.
Publicado
22-03-2018
Seção
Artigos