Novos atores no sistema internacional contemporâneo: as unidades subnacionais na nova geografia econômica transnacional

  • Luciana Paiva PUC Minas
  • Marina Scotelaro PUC Minas
Palavras-chave: Globalização, Sistema internacional, Estado, Descentralização, Unidades subnacionais, Internacionalização

Resumo

A intensificação de fluxos econômicos e de comunicaçãodesde a década de 1970, a perda decentralidade da agenda de segurança na políticainternacional e a consequente ampliação daagenda temática das relações internacionais,sobretudo no que se refere à descentralizaçãoda execução política no cenário mundial, forammudanças cruciais na redefinição do sistema internacionalcontemporâneo. Em decorrência dosimpactos da globalização e da interdependênciacomplexa, o Estado tem seu papel redefinido coma emergência das unidades subnacionais frenteàs demandas de níveis locais e regionais. Nesteartigo elaboramos uma contextualização doprocesso de emergência das cidades no âmbitointernacional com o intuito de analisar seu desenvolvimentoe suas potencialidades de atuação daforma como têm se inserido atualmente no cenáriointernacional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luciana Paiva, PUC Minas
Bacharel em Relações Internacionais pela PUC-MG
Marina Scotelaro, PUC Minas
Bacharel em Relações Internacionais pela PUC-MG
Como Citar
Paiva, L., & Scotelaro, M. (1). Novos atores no sistema internacional contemporâneo: as unidades subnacionais na nova geografia econômica transnacional. Fronteira: Revista De iniciação científica Em Relações Internacionais, 9(17), 91-109. Recuperado de https://periodicos.pucminas.br/index.php/fronteira/article/view/5245