ACEITAR, REJEITAR, CONFORMAR: AMBIVALÊNCIAS EM NARRATIVAS DE MÃES DIANTE DA “DESCOBERTA” DA HOMOSSEXUALIDADE DO/A FILHO/A

  • Jefferson Silveira Silva Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Luciana Kind do Nascimento Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Patrícia Chaves do Nascimento Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Homossexualidade, Mães, Processo de subjetivação, Homofobia familiar

Resumo

Esta pesquisa originada a partir de um trabalho de monografia visou compreender como mães vivenciaram a notícia da homossexualidade do filho ou filha, destacando as rea-ções e consequências dessa realidade na vida dessas mães e no contexto geral da família. Essa temática específica se enquadra no cenário histórico e social da homossexualidade e visa enfa-tizar o posicionamento dos pais e mães perante essa situação, que costuma ser rodeada de conflitos, tabus e preconceitos. A pesquisa teve escopo qualitativo e a entrevista narrativa foi utilizada para coleta de dados. Foram entrevistadas quatro mães de pessoas de orientação ho-mossexual. Ao longo do trabalho de análise, foram utilizadas ferramentas da análise de narra-tiva, considerando elementos estruturais, temáticos e dialógicos para articulação e interpreta-ção dos dados oriundos de cada entrevista. Os resultados obtidos demonstram que existem distintas formas de reação de cada família diante da declaração da homossexualidade dos/as filhos/as e que nem todas as famílias reagem de forma aversiva a tal realidade. Mesmo com a reação mais tolerante e acolhedora de algumas mães foi observado que todas as famílias vi-venciaram sentimentos e comportamentos de negação, medo, preconceitos, decepções, dis-córdias, hostilidades, conflitos e angústias, decorrentes da orientação homossexual declarada e assumida. Em alguns fragmentos narrativos demarca-se aceitação, em outras, conformação e também aversão e fuga dessa realidade. O tempo, a relação amistosa entre mãe e filho/a, a empatia, a firmeza no enfrentamento de preconceitos, realidades parecidas vivenciadas pelas mães, sentimentos de amor aos/as filhos/as, foram decisivos nesse processo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-11-2016
Como Citar
SILVA, J. S.; NASCIMENTO, L. K. DO; NASCIMENTO, P. C. DO. ACEITAR, REJEITAR, CONFORMAR: AMBIVALÊNCIAS EM NARRATIVAS DE MÃES DIANTE DA “DESCOBERTA” DA HOMOSSEXUALIDADE DO/A FILHO/A. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 1, n. 1, p. 47 - 66, 30 nov. 2016.
Seção
Artigos de temática livre