ESTILOS PARENTAIS E RELAÇÃO DAS CRIANÇAS COM REGRAS NA ESCOLA

  • Amanda Beatriz Silva Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Estilos parentais, Regras, Ambiente escolar

Resumo

O presente trabalho buscou investigar as possíveis ligações entre os estilos parentais e a relação das crianças com regras, no ambiente escolar. Partiu-se da hipótese de que quanto mais positivo o estilo parental na percepção da criança, melhor será a relação dela com as regras, tanto em casa quanto na escola. Para que os objetivos propostos fossem alcançados, realizou-se uma pesquisa qualitativa, que contou com a participação de oito crianças da mesma turma de uma escola, e suas respectivas mães. Os alunos foram divididos pela professora em dois grupos: um com facilidade com as normas, composto por três crianças, e outro com dificuldade, com cinco. As crianças e suas mães responderam ao Inventário de Estilos Parentais (IEP) e as últimas também preencheram a uma Ficha de Dados Sociodemográficos e ao Inventário de Comportamentos da Infância e adolescência (CBCL), sendo que esse instrumento seria considerado apenas no caso de problemas psicológicos. Os resultados encontrados apontaram para a ausência de uma relação direta entre os estilos parentais e as dificuldades com as regras no âmbito escolar. Diferentes hipóteses foram levantadas para explicar esse resultado, mas, de maneira geral, salienta-se que as condições para a separação e discriminação das crianças participantes em dois grupos podem ter influenciado estes achados. Além disso, a capacidade das crianças em se comportar de forma distinta nos ambientes doméstico e escolar também foi considerada. Por fim, evidencia-se a necessidade e importância de se aprimorar os estudos que contemplem as temáticas abordadas nesta pesquisa, tanto para o campo da psicologia, quanto para a área da educação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
30-11-2016
Como Citar
SILVA, A. B. ESTILOS PARENTAIS E RELAÇÃO DAS CRIANÇAS COM REGRAS NA ESCOLA. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 1, n. 1, p. 199 - 219, 30 nov. 2016.
Seção
Artigos de temática livre