• Chamada para publicação – Revista Scripta (PUC Minas) Vol. 28 n. 64

    23-12-2023

    Tema: Percursos teórico-críticos e diferentes modos de leitura das literaturas africanas de língua portuguesa

     

    Este número da  Scripta pretende reunir reflexões e leituras de pesquisadores que revisitam ou acrescentam contribuições ao pensamento teórico e crítico acerca das literaturas africanas de língua portuguesa produzido nos últimos anos.   

    Algumas perspectivas se destacam no pensamento teórico e crítico sobre essas literaturas, tais como os cruzamentos entre os conceitos de modernidade, tradição, racionalidade, animismo, escrita, oratura, oralidade e oralitura.  

    Elas têm sido também abordadas a partir de linhas reflexivas que, entrelaçando sistemas de valores e saberes por vezes distintos, fundamentam-se em frentes de pensamento que tanto podem se amparar nos estudos culturais, buscar apoio nos estudos pós-coloniais, dialogar com os estudos decoloniais, ou ainda, enveredar-se pelo comparatismo literário, seja por meio dos estudos de literaturas africanas comparadas, de investigações sobre as relações entre literatura, artes visuais e música, ou da incorporação de outros conceitos, como o de gênero em suas várias perspectivas, o de cânone, o de literatura mundo/mundial. Outras abordagens se orientam pelo estudo da instituição literária desses sistemas, ao estudar modos de edição, circulação do livro e práticas de tradução, fazendo uma abertura para redes transnacionais e translinguísticas que permitem, também, uma abertura às humanidades ambientais e aos estudos de ecocrítica.

    Que abordagens teórico-críticas têm sido buscadas para pensar a complexidade das produções artísticas e literárias africanas de língua portuguesa na atualidade? Como essas abordagens têm respondido a essa complexidade? Como elas lidam com textos oriundos de sistemas artísticos e literários diferentes, transcendendo as fronteiras existentes entre eles? Que percepções têm sido arroladas para sustentar e justificar as diferenças e os diálogos entre os sistemas literários e artísticos africanos num enquadramento simultaneamente local e global? Como ler criticamente hoje as literaturas africanas?  

    Em função do debate proposto por este número da Scripta, aceitam-se artigos que reflitam sobre as literaturas africanas de língua portuguesa a  partir dos seguintes eixos temáticos:

    • Modernidade e tradição.
    • Racionalidade e animismo.
    • Escrita, oratura, oralidade e oralitura.  
    • Literatura e estudos culturais.
    • Estudos pós-coloniais.
    • Estudos decoloniais.
    • Literaturas africanas comparadas.
    • Relações entre literatura, artes visuais e música.
    • Estudos de género em suas várias perspectiva.
    • Cânone literário.
    • Literatura mundo/mundial. 
    • Edição, circulação do livro e práticas de tradução.
    • Ecocrítica.

    Organizadoras:      

    Ana Mafalda Leite (Universidade de Lisboa)

    Terezinha Taborda Moreira (PUC Minas)

    Saiba mais sobre Chamada para publicação – Revista Scripta (PUC Minas) Vol. 28 n. 64
  • Chamada para publicação - Revista Scripta (PUC Minas) - vol. 28, nº 63

    22-12-2023

    Análise do Discurso

    Considerada a multiplicidade e a heterogeneidade de discursos, formulados e postos em circulação por e em diferentes textualidades na contemporaneidade, frente à emergência de novas tecnologias da informação, que vem instaurando novas discursividades, tornam-se  necessários trabalhos com temas e/ou objetos que oportunizam problematizar a relação entre sujeito, sentido e sociedade, a partir de uma perspectiva  que se abre para pensar a heterogeneidade dos sentidos, a incompletude da linguagem e, nessa medida, reconhecer a possibilidade de uma pluralidade de gestos de leituras para tais discursividades.

     

    É, com esse olhar, que o número 63 da SCRIPTA, dedicado à Análise do Discurso, filiada ao pensamento pecheuxtiano, propõe-se reunir  estudos que privilegiam reflexões que se voltam para trabalhar em suas articulações teóricas e/ou analíticas com questões e/ou objetos que se abrem para pensar discursivamente a questão do funcionamento da linguagem.

     

    Nesta direção, aceitaremos artigos que proponham diferentes modos de enlaçamento na relação entre  a movência e as nuances de sentidos; a opacidade da língua e do discurso; os arquivos e os gestos de leituras possíveis, entre outros. Enfim, artigos que reconheçam o heterogêneo, o dissonante, o fragmentário, o descontínuo, o marginal, o provisório como constitutivos da linguagem.

    Assim, sob esse enquadre, para efeito de sugestão, propõem-se alguns recortes temáticos que poderiam contemplar a discussão do presente dossiê:

    • Discurso, ressonância e disputa de sentidos: uma escuta ao heterogêneo
    • Explosão de discursividades na contemporaneidade e as novas tecnologias de informação e de conhecimento
    • Subjetividades e discurso na contemporaneidade
    • Circulação de sentidos, redes de memória e acontecimento discursivo
    • Opacidade do texto e o trabalho de leitura

     Organizadoras ·        

    Profa. Dra. Daniella Lopes Dias Ignácio Rodrigues (PUC Minas) 

    Profa. Dra. Jane Quintiliano Guimaraes Silva (PUC Minas) 

    Profa. Dra. Verli Fatima Petri Da Silveira (UFSM)

    Saiba mais sobre Chamada para publicação - Revista Scripta (PUC Minas) - vol. 28, nº 63
  • Chamada para publicação - Revista Scripta (PUC Minas) - vol. 28, nº 62

    22-12-2023

    Tema: Artigos de temas livres nos campos dos estudos linguísticos e literários

    O volume 62 da Scripta (Qualis A 3) publicará textos com temas livres no campo dos estudos linguísticos e literários.  Os textos devem se dedicar a temas relevantes e instigantes em suas respectivas áreas e podem estar escritos em português, inglês, francês, espanhol e italiano. Os artigos aprovados para publicação serão organizados em eixos específicos assim nomeados: Estudos linguísticos; Estudos literários.

     Organizadores:

    Alex Sandro Martoni (PUC Minas )

    Filipe Almeida Gomes (PUC Minas)

    Saiba mais sobre Chamada para publicação - Revista Scripta (PUC Minas) - vol. 28, nº 62