Trabalho prescrito, planificado e realizado na formação de professor: primeiro olhar

  • Anna Rachel Machado
Palavras-chave: Formação do professor, Trabalho prescrito, Trabalho planificado, Trabalho realizado, Análise da conversação

Resumo

Oartigo apresenta a análise de um processo de formação de professores com a utilização dos conceitos de trabalho prescrito, planejado e efetivamente realizado, tendo por foco as ações do formador nesses três níveis. Os dados incluem o texto produzido pelo representante da universidade que solicitou o serviço de assessoria aos formadores, o plano de trabalho concebido por estes e uma das conversações desenvolvidas em reunião entre as formadoras-assessoras e os professores de Língua Portuguesa da instituição. O confronto dos resultados obtidos permite chegar a uma interpretação sobre as múltiplas relações entre esses três níveis de trabalho e o papel que as formadoras-assessoras e os professores desempenham. As conclusões finais apontam para questões de pesquisas
que devem ser desenvolvidas para se compreender mais adequadamente o trabalho tanto do formador quanto do professor visando à construção de procedimentos de formação mais diretamente relacionados ao cotidiano da prática educacional.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALGODOAL, M. J. A. As práticas de linguagem em situação de trabalho de operadores de telemarketing ativo de uma editora. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica, 2002. (Tese, Doutorado em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem).

CLOT, Y.; FAÏTA, D. Genre et style en analyse du travail. Travailler, n. 4, p. 7-42, 2000.

GROUPE LAF. Language, action, formation. L’analyse des actions et des discours en situation de travail et leur exploitation dans les démarches de formation. Analyse du travail et formation professionelle. Recueil de textes du Séminaire Romand de 3éme Cycle en Sciences de l’Éducation. Genebra: Universidade de Genebra, 2001.

KERBRAT-ORECCHIONI, C. Les interactions verbales. Paris: Masson & Armand Colin, 1990-1994. v. I e II.

LITTERIS, Instituto de Assessoria e Pesquisa em Linguagem. Projeto Cultura da Escrita. Proposta de assessoria ao ensino de leitura e produção de textos na universidade. Aperfeiçoamento Docente, 1998.

MACHADO, A. R.; MAGALHÃES, M. C. C. A assessoria a professores na universidade brasileira: a emergência de um nova situação de trabalho a ser desvelada. In: SOUZA E SILVA, M. C. P.; FAÏTA, D. Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002.

MACHADO, A. R. Uma experiência de assessoria docente e de elaboração de material didático para o ensino de produção de textos na universidade. D.E.L.T.A., São Paulo, v. 16, n. 1, p. 1-25, 2000.

MELO, E. E. Práticas discursivas na construção de uma imagem institucional. São Paulo: Pontifícia Universidade Católica, 1999. (Dissertação, Mestrado em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem).

RANGEL, E. de O.; MACHADO, A. R. M.; MAGALHÃES, M. C. C.; GARCIA, A. L. Cultura da escrita – um projeto para a universidade, suas utopias e sua problemática. CONFERÊNCIA DE PESQUISA SOCIOCULTURAL, 3. Anais... Campinas: Unicamp, 2001. 1.370.doc

SCHNEUWLY, B. La tâche: outil de l’enseignant; métaphore ou concept? In: DOLZ J.; THÉVENAZ-CHRISTEN, T.; WIRTHNER, M.; SCHNEUWLY, B. (Eds.). Les tâches et leurs entours en classe de français. COLLOQUE INTERNATIONAL DE LA DFLM, 8, 2001, Neuchâtel. Actes... Neuchâtel: IRDP, 2002. [CD-ROM].

SCHNEUWLY, B. Les outils de l’enseignant; un essai didactique. 2002. (Cópia disponibilizada pelo autor em PDF).

SOUZA E SILVA, M. C. P. de; MACHADO, A. R. (Orgs.). The especialist. São Paulo: EDUC, n. 19. (Número especial).

SOUZA E SILVA, Faïta, D. (Org.). Linguagem e trabalho: construção de objetos de análise no Brasil e na França. São Paulo: Cortez, 2002.

TARDIF, M.; LESSARD, C. Le travail de l’enseignant au quotidien. Bruxelles: De Boeck, 1999.

VYGOTSKY, L. S. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1978.

Publicado
28-10-2002
Como Citar
Machado, A. R. (2002). Trabalho prescrito, planificado e realizado na formação de professor: primeiro olhar. Scripta, 6(11), 39-53. Recuperado de https://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12448
Seção
Artigos