Construção didática da variação linguística através da abordagem de um romance em turma do ciclo 3

  • Fanny Rinck
Palavras-chave: Leitura, Escritura, Literatura juvenil, Representações da língua, Variação lingüística.

Resumo

Este artigo trata da exploração pedagógica de um romance em uma turma de ciclo 3,1 visando questionar as representações da língua, de suas normas a suas variações. Seu objeto se situa na dupla necessidade de fundamentar a reflexão didática na relação identitária do locutor com sua língua e de romper com uma visão da escrita como o lugar de uma língua imóvel em sua unicidade. Ao longo das aulas, as crianças deixam de apreender a variação como desvio, pois começam a perceber a língua representada em toda sua heterogeneidade. O artigo defende a idéia de que essa evolução das representações é um elemento motor para a aprendizagem.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

BARRÉ DE MINIAC C. (Dir.). Vers une didactique de l’écriture: pour une approche pluridisciplinaire. Paris/Bruxelles: I.N.R.P./De Boeck, 1996.

GADET, F.; PECHEUX, M. La langue introuvable. Paris: Maspero, 1981.

GROSSMANN, F. La mise en texte de la théorie grammaticale dans les manuels de grammaire du primaire et du secondaire. Repères, Paris: I.N.R.P., n. 14, p. 57-82, 1996.

MOURLEVAT, J. C. L’enfant océan. Paris: Pocket Jeunesse, 1999.

VARGAS, C. Éléments pour une didactique de la variation langagère. Repères, Paris: I.N.R.P., p. 76, 1988.

Publicado
28-10-2002
Como Citar
Rinck, F. (2002). Construção didática da variação linguística através da abordagem de um romance em turma do ciclo 3. Scripta, 6(11), 185-199. Recuperado de https://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12459
Seção
Artigos