Desconstruindo a "Cajuína" – uma leitura do texto-canção de Caetano Veloso

  • Audemaro Taranto Goulart
Palavras-chave: Música popular brasileira, Caetano Veloso, Jacques Derrida, Desconstrução, Teoria literária.

Resumo

Este texto pretende analisar a canção “Cajuína”, de Caetano Veloso, de acordo com a teoria de Jacques Derrida, conhecida como desconstrução. Desse modo, a análise procurará detectar um texto subjacente que foi recalcado pelo que Derrida chamou de Metafísica Ocidental. Com esse propósito, a análise será conduzida de modo a identificar a influência da linguagem metafórica na determinação desse resultado, de vez que ela é fundamental para manter o texto subjacente fora da visão do leitor.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Audemaro Taranto Goulart

Desconstruindo a “Cajuína” – uma leitura
do texto-canção de Caetano Veloso

Referências

BRANDÃO, Jacyntho Lins. Nós e os gregos. In: MARQUES, Haroldo (Org.). Os gregos. Belo Horizonte: Autêntica; PUC Minas, 2002. p. 29-44.

DELEUZE, Gilles. Lógica do sentido. Trad. Luiz Roberto Salinas Fortes. São Paulo: Perspectiva/ Ed. da Universidade de São Paulo, 1974.

DERRIDA, Jacques. A escritura e a diferença. Trad. Maria Beatriz M. N. da Silva. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2002.

MAFRA, Johnny J. Para entender a tragédia grega. Ensaios de literatura e filologia. Belo Horizonte: Departamento de Letras Clássicas da UFMG, 1980, p. 60-75.

WISNIK, José Miguel. Cajuína transcendental. In: BOSI, Alfredo (Org.). Leitura de poesia. São Paulo: Ed. Ática, 1999. p. 193-219.

Publicado
15-10-2003
Como Citar
Goulart, A. T. (2003). Desconstruindo a "Cajuína" – uma leitura do texto-canção de Caetano Veloso. Scripta, 7(13), 25-34. Recuperado de https://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/12502
Seção
Dossiê: Literatura e outros discursos