Prática textual: ensino, produção e revisão

  • Clézio Roberto Gonçalves
  • Maria Teresa Nastri de Carvalho
Palavras-chave: Produção de texto, Revisão de texto, Textualidade, Retextualização, Ensino.

Resumo

Este artigo se propõe a fazer uma reflexão sobre a prática de escritura de textos, privilegiando-se aspectos do ensino, processos da produção e encaminhamentos da revisão. Ensinar a produzir um texto é um processo lento, pressupõe-se, entre tantos processos envolvidos, o da retextualização e o da revisão. Por sua vez, a revisão de textos é fruto de um compromisso assumido na interação entre o revisor e o autor, despertando-se um cuidado e um respeito pela versão final do texto produzido. No que concerne à perspectiva da revisão do texto produzido, a ênfase deste artigo fica por conta do tratamento dado às propriedades da textualidade, pensando-se o texto não como um produto em si, mas como resultado de uma atividade linguístico-cognitiva socialmente situada.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANTUNES, Irandé. Lutar com palavras: coesão e coerência. São Paulo: Parábola, 2005.

BRASIL. Parâmetros curriculares Nacionais. Brasília: MEC/SEF, 1997.

BEAUGRANDE, Robert Alain de, DRESSLER, Wolfgang Uerich. Introduction to text linguistics. London: Longman, 1981.

BEAUGRANDE, Robert Alain de. New foundations for a science of text and discourse: cognition, communication and freedom of acces to knowlwdge and society. Norwood, New Jersey: Ablex Publishing Corporation, 1997.

BENTES, Anna Christina. Linguística textual. In: MUSSALIM, Fernanda; BENTES, Anna Christina (Org.). Introdução à linguística: domínios e fronteiras. São Paulo: Cortez, 2001. p. 243-285.

BRANDÃO, Helena Hathsue Nagamine. Coesão e coerência textuais. In: Diário de classe III: língua portuguesa. São Paulo: F.D.E. – S.E.S.P, p. 53-60, 1994.

COSTA VAL, Maria da Graça. In: AZEREDO, José Carlos (Org.). Língua portuguesa em debate: conhecimento e ensino. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2007. p. 34-51.

FIORIN, José Luiz. Pragmática. In: Introdução à linguística II: princípios de análise. José Luiz Fiorin (Org.). 4. ed. São Paulo: Contexto, 2010. 264 p.

FIORIN, José Luiz; SAVIOLI, Francisco Platão. Lições de texto: leitura e redação. São Paulo: Ática, 2007.

KOCH, Ingedore G. Villaça. O texto e a construção dos sentidos. São Paulo: Contexto, 1997.

KOCH, Ingedore G. Villaça. Introdução à linguística textual: trajetória e grandes temas. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

KOCH, Ingedore G. Villaça, ELIAS, Vanda Maria. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2010.

KOCH, Ingedore Villaça. A coesão textual. São Paulo: Contexto, 1993.

KOCH, Ingedore Villaça; TRAVAGLIA, Luiz Carlos. A coerência textual. São Paulo: Contexto, 1990.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Linguística de texto: o que é como se faz? Recife: UFPE, 1983.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gêneros e

compreensão. São Paulo: Parábola, 2009.

ORLANDI, Eni. O discurso fundador: a formação do país e a construção da identidade nacional. Campinas: Pontes, 1993.

SIGNORINI, Inês (Org.). [Re]discutir texto, gênero e discurso. São Paulo: Parábola, 2008. THEREZO, Graciema Pires. Como corrigir redação. Campinas: Alínea, 2002

Publicado
27-07-2010
Como Citar
Roberto Gonçalves, C., & Teresa Nastri de Carvalho, M. (2010). Prática textual: ensino, produção e revisão. Scripta, 14(26), 235-249. Recuperado de https://periodicos.pucminas.br/index.php/scripta/article/view/4363
Seção
Dossiê: Revisão de textos