A questão da identidade na escrita acadêmica

  • Danytiele Cristina Fernandes de Paula Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE), São José do Rio Preto. http://orcid.org/0000-0002-7038-6776
Palavras-chave: Identidade, Citação, Escrita acadêmica, Dialogismo

Resumo

No processo de formação acadêmica, os estudantes são confrontados com o dilema de produzir textos marcados, ao mesmo tempo, pela própria identidade e pela voz de outros pesquisadores, sendo, portanto, autorais sem deixar de citar os discursos já ditos. Para discutir esse problema, o presente artigo aborda a questão da identidade na escrita acadêmica, destacando seu caráter dialógico de constituição dentro da esfera social, cultural, histórica e acadêmica. Discute também a ideia de citação não apenas em termos tecnicistas e estruturais, mas como uma dimensão estética, marcada por relações de poder que também constituem a identidade dentro das produções textuais. A proposta é discutir esses conceitos para a compreensão do problema imposto aos alunos e as dificuldades encontradas por eles, problematizando questões ocultas pela abordagem puramente normativa, discutindo a constituição da escrita como dialógica e propondo encaminhamentos futuros para o tratamento da identidade da citação na formação acadêmica dos estudantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Danytiele Cristina Fernandes de Paula, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho” (UNESP) – Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE), São José do Rio Preto.

Pós-Graduanda em Estudos Linguísticos - Doutorado

Análise Linguística com ênfase em Descrição e Análise Funcional de Língua Falada e Escrita

Referências

BARROS, Diana Luz Pessoa de. Dialogismo, polifonia e enunciação. In:

BARROS, Diana Luz Pessoa de; FIORIN, José Luiz (Org.). Dialogismo,

polifonia, intertextualidade: Em torno de Mikhail Bakhtin. São Paulo: Edusp – Editora da Universidade de São Paulo, 1994. p. 1-10.

BARTHES, Roland. A morte do autor. In: BARTHES, Roland. O rumor da

língua. Lisboa: Edições 70, 1984.

BOCH, Françoise; GROSSMANN, Francis. Sobre o uso de citações no discursoteórico: de constatações a proposições didáticas. In: RINCK, Fanny; BOCH, Françoise; ASSIS, Juliana Alves (Org.). Letramento e formação universitária:formar para a escrita e pela escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015. p. 283-307.

DELCAMBRE, Isabelle; LAHANIER-REUTER, Dominique. Discurso de outrem e letramentos universitários. In: RINCK, Fanny; BOCH, Françoise; ASSIS, Juliana Alves (Org.). Letramento e formação universitária: formar para a escrita e pela escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015. p. 225-250.

DONAHUE, Christiane. Evolução das práticas e dos discursos sobre a escrita na universidade: um estudo de caso. In: RINCK, Fanny; BOCH, Françoise; ASSIS, Juliana Alves (Org.). Letramento e formação universitária: formar para a escrita e pela escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015. p. 309-342

HYLAND, Ken. Disciplinary identities: Individuality and community in

academic discourse. New York, Cambridge: Cambridge University Press, 2012.

SILVA, Jane Quintiliano Guimarães; ASSIS, Juliana Alves; BARTLETT, Lesley. Letramento e identidade: questões em estudo. Scripta, Belo Horizonte, v. 17, n. 32, p. 9-22, 1. sem. 2013.

SILVA, Jane Quintiliano Guimarães; GOMIDE, Renata Oliveira Marques.

Posicionamentos identitários em práticas de escrita da esfera acadêmica. Scripta, Belo Horizonte, v. 17, n. 32, p. 219-240, 1. sem. 2013.

VOLOCHÍNOV, Valentin Nikolaevich. Marxismo e filosofia da linguagem. 11. ed. São Paulo: Hucitec, 2004. Original publicado em 1929.

Publicado
22-12-2017
Como Citar
Fernandes de Paula, D. C. (2017). A questão da identidade na escrita acadêmica. Scripta, 21(43), 86-104. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2017v21n43p86
Seção
1º eixo: Questões em torno da relação com a palavra de outrem na escrita acadêmica