Ainda em torno da escrita no ensino superior: demandas para o ensino e a pesquisa

  • Juliana Alves Assis Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas (Brasil). Bolsista de produtividade em pesquisa CNPq – nível 2. https://orcid.org/0000-0002-9383-4850
  • Sophie Bailly Laboratoire ATILF CNRS UMR 7118, Equipe CRAPEL, Université de Lorraine (França).
  • Manoel Luiz Gonçalves Corrêa Universidade de São Paulo – USP https://orcid.org/0000-0003-3638-7086
Palavras-chave: Linguística, Ensino, Pesquisa, Letramento,

Resumo

Neste texto, cuja versão em inglês se apresenta na sequência, buscamos abordar questões de interesse ao projeto Capes-Cofecub intitulado “Discurso acadêmico na pesquisa e no ensino: questões em torno da apropriação da palavra de outrem” (nº. 834/15), o qual se mostra igualmente contemplado na organização deste número da revista Scripta.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Juliana Alves Assis, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – PUC Minas (Brasil). Bolsista de produtividade em pesquisa CNPq – nível 2.
Possui graduação em Letras pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1983), mestrado em Estudos Linguísticos pela Universidade Federal de Minas Gerais (1995) e doutorado em Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais (2002). Professora Adjunto IV da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas), atuando na graduação e na pós-graduação em Letras. Foi chefe do Departamento de Letras e coordenadora do Colegiado de Coordenação Didática do Curso de Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais, de 1/2/2008 a 31/1/2011. É líder do Grupo de Pesquisa, cadastrado no CNPq, ?Práticas formativas e profissionais: identidades e representações nos discursos?. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Análise do Discurso e Linguística Textual, em diálogo com abordagens interacionistas, atuando principalmente nos seguintes temas: formação de professores, práticas de ensino/aprendizagem de leitura e de escrita acadêmicas, tecnologia digital e processos formativos. Realizou estágio de pós-doutoramento na Université Stendhal - Grenoble 3/França em 2011, desenvolvendo pesquisa sobre o processo de escrita acadêmica e sua relação com as representações sociais dos estudantes, tendo em vista as discussões sobre a didática da escrita e o letramento universitário. É bolsista de produtividade do CNPq - nível 2.
Manoel Luiz Gonçalves Corrêa, Universidade de São Paulo – USP
Universidade de São Paulo – USP (Brasil). Bolsista de produtividade em pesquisa CNPq – nível 2.

Referências

BARTON, David; HAMILTON, Mary. Local Literacies. London: Routledge, 1998.

BAYNHAM, Mike. Literacy Practices: Investigating Literacy in Social Contexts. London: Longman, 1995.

BOCH, Françoise. Former les doctorants à l’écriture de la thèse en exploitant les études descriptives de l’écrit scientifique. Linguagem em (Dis)curso, [S.l.], v. 13, n. 3, p. 543-568, May 2014. ISSN 1982-4017. Available at: <http://www.portaldeperiodicos.unisul.br/index.php/Linguagem_Discurso/article/view/2158/1554>. Accessed on: Nov. 21, 2015.

BOURDIEU, Pierre. Language and Symbolic Power. Translated by G. Raymond and M. Adamson. Cambridge, Mass.: Polity Press, 1991.

CORRÊA, Manoel Luiz Gonçalves. O modo heterogêneo da escrita. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

CORRÊA, Manoel Luiz Gonçalves. As perspectivas etnográfica e discursiva no ensino da escrita: o exemplo de textos de pré-universitários. Revista da ABRALIN, v. especial, p. 333‑356, 2011.

DELCAMBRE, Isabelle; LAHANIER-REUTER, Dominique. Discurso de outrem e letramentos universitários. In: RINCK, Fanny; BOCH, Françoise; ASSIS, Juliana Alves (Org.). Letramento e formação universitária: formar para a escrita e pela escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015. p. 225-250 (Série Ideias Sobre Linguagem).

FAIRCLOUGH, Norman. Discourse and social change. Cambridge: Polity Press, 1992.

FAIRCLOUGH, Norman. Critical Discourse Analysis: the critical study of language. London: Longman, 1995.

FIAD, Raquel Salek. Reescrita, dialogismo e etnografia. Linguagem em (Dis)curso, [S.l.], v. 13, n. 3, p. 463-480, May 2014. ISSN 1982-4017. Available at: <>. Accessed on: Feb. 30, 2016.

GROSSMANN, Francis. Por que e como as coisas mudam? Padronização e variação no campo do discurso científico. In: RINCK, Fanny; BOCH, Françoise; ASSIS, Juliana Alves (Org.). Letramento e formação universitária: formar para a escrita e pela escrita. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2015. p. 97-128 (Série Ideias Sobre Linguagem).

HENDERSON, Robin; HIRST, Elizabeth. Reframing academic literacy: Re-examining a short course for “disadvantaged” tertiary students. English teaching: practice and critique, v. 6, n. 2, p. 25-38, 2006.

HYLAND, Ken. Disciplinary identities: Individuality and community in academic discourse. New York; Cambridge: Cambridge University Press, 2012.

KRESS, Gunther. Before writing: rethinking the paths to literacy. London: Routledge, 1997.

KRESS, Gunther. Thinking about meaning and learning in a world of instability and multiplicity. Pedagogies. An international journal, v. 1, p. 19-34, 2007.

LATOUR, Bruno; WOOLGAR, Steve. Laboratory life: the construction of scientific facts. 2nd ed. Princeton, NJ: Princeton University Press, 1986.

LEA, Mary. R.; STREET, Brian V. The “Academic Literacies” model: theory and applications. Theory into practice, v. 45, n. 4, p. 368-377, 2006.

LILLIS, Theresa; SCOTT, Mary. Defining academic literacies research: issues of epistemology, ideology and strategy. Journal of Applied Linguistics, v. 4, n. 1, p. 5-32, 2007. Disponível em: 10.1558/japl.v4i1.5, Equinox online.

MALINOWSKI, Bronislaw. O problema do significado em linguagens primitivas. In: OGDEN, C. K.; RICHARDS, I. A. (Ed.). O significado de significado. 2. ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1979. p. 295‑330. Original publicado em 1923.

REUTER, Yves. Analyser les problèmes de l’éscriture de recherche en formation. Pratiques, n. 121‑122, p. 9-27, 2004.

STREET, Brian V. Literacy in Theory and Practice. London: Cambridge University Press, 1984.

STREET, Brian V. The implications of the new literacy studies for education. In: GOODMAN, S.; LILLIS, T.; MAYBIN, J.; MERCER, N. (Ed.). Language, literacy and education: a reader. Stoke on Trent: Trentham Books, 2003.

Publicado
22-12-2017
Como Citar
Assis, J. A., Bailly, S., & Corrêa, M. L. G. (2017). Ainda em torno da escrita no ensino superior: demandas para o ensino e a pesquisa. Scripta, 21(43), 9-22. https://doi.org/10.5752/P.2358-3428.2017v21n43p9

Most read articles by the same author(s)