Principiologia sobre Inteligência Artificial, Robótica e Sistemas Autônomos

  • Taisa Maria Macena de Lima
Palavras-chave: Pessoa humana. Inteligência artificial, robótica e sistemas autônomos.

Resumo

O presente texto tem como objetivo explicar e analisar os princípios éticos e jurídicos que podem ser invocadas para a proteção da pessoa humana, em face dos riscos criados pelas hipertecnologias (Inteligência artificial, Robótica e Sistemas Autônomos). O ponto de partida é estudo do documento produzido pelo Grupo Europeu de Ética em Ciência e Novas Tecnologias, em 09 de março de 2018 (Statement on Artificial Intelligence, Robotics and ‘Autonomous’ Systems).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ASIMOV, Isaac. Eu, Robô. Trad. Aline Storto Pereira. São Paulo: Editora Aleph. 2014

BARBOSA, Mafalda Miranda. Inteligência Artificial, E-person e Direito: desafios e perspetivas. Revista Jurídica Luso Brasileira. Ano 3 (2017), nº 6, p. 1475-1503 Disponível em: https://www.cidp.pt/publicacoes/revistas/rjlb/2017/6/2017_06_1475_1503.pdf. Acesso em 21 Ago. 2017

CASTRO JÚNIOR, Marco Aurélio de. Personalidade jurídica do robô e sua efetividade no Direito. Salvador: M. A. de Castro Júnior, 2009. Tese, UFBA

EUROPEAN UNION. European Group on Ethics in Science and New Technologies. Statement on Artificial Intelligence, Robotics and ‘Autonomous’Systems. Brussels, 9 March 2018. Disponível em: http://ec.europa.eu/research/ege/pdf/ege_ai_statement_2018.pdf. Acesso em 09 Ago. 2018

GUILHERME, Paulo. Sophia é a primeira robô da história a ter cidadania oficial em um país. Disponível em: https://www.tecmundo.com.br/produto/123533-sophia-primeira-robo-historia-ter-cidadania-oficial-pais.htm. Acesso em 09 Ago. 2018

LIMA, Taisa Maria Macena de. "Principiologia sobre inteligência artificial, robótica e sistemas autônomos" IN: PIMENTA, Eduardo Goulart; LIMA, Taisa Maria Macena de: GODINHO, Jéssica Rodrigues; MELLO, Roberta Salvático Vaz de. Direito Privado: uma visão contemporânea. Belo Horizonte: Virtualis, 2019, p. 275-283

MAGALHÃES. Renato Vasconcelos. Inteligência Artificial e Direito – Uma Breve Introdução Histórica. Revista Direito e Liberdade – ESMARN – Mossoró - v. 1, n.1, p. 355 – 370 – jul/dez 2005. Disponível em: http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/inteligencia_artificial_0.pdf. Acesso em 08 Ago. 2018

MORAES, Maria Celina Bodin. O Princípio da Dignidade Humana. IN:MORAES, Maria Celina Bodin (Coord.). Princípios do Direito Civil Contemporâneo. Rio de Janeiro: Renovar, 2006, p. 1-60

NAVES, Bruno Torquato de Oliveira; SÁ, Maria de Fátima Freire de. Direitos da Personalidade. Belo Horizonte, Arraes, 2017

PIRES, Thatiane Cristina Fontão; SILVA, Rafael Peteffi da. A responsabilidade civil pelos atos autônomos da inteligência artificial: notas iniciais sobre a resolução do Parlamento Europeu. Revista Brasileira de Políticas Públicas. Vol. 7, nº 3. Dez. 2017. p. 239/254. Disponível em: https://www.publicacoesacademicas.uniceub.br/RBPP/article/download/4951/3643. Acesso em 10 Ago. 2018

Robot fails to find a place in the sun. The Guardian. 20 Jun 2002. Disponível em: https://www.theguardian.com/uk/2002/jun/20/engineering.highereducation. Acesso em 10 Ago. 2018

Publicado
04-12-2019
Como Citar
Lima, T. M. M. de. (2019). Principiologia sobre Inteligência Artificial, Robótica e Sistemas Autônomos. Virtuajus, 4(7), 12-22. https://doi.org/10.5752/P.1678-3425.2019v4n7p12-22
Seção
Dossiê Ética, Dignidade Humana e Direitos Sociais