O INCRÍVEL RETORNO DA HISTÓRIA

As Guerras Messénicas: paradigma de um conflito

  • Maria de Fátima Silva
Palavras-chave: Pausânias, Lacedemônia, Aristómenes, 'Mito', História

Resumo

Num tempo em que os olhos do mundo estão postos num conflito, longo e surpreendente, que abala a Europa, todos somos chamados a considerar com atenção os acontecimentos e a emitir sobre eles uma leitura. Assistimos a alguma coisa que, mesmo se para nós surpreendente, está muito longe de ser nova; trata-se apenas de mais um capítulo na História da Humanidade, em que registamos a repetição de uma espécie de ‘convenção de guerra’. Impulso dos mais fortes para subjugar os  mais fracos, fragilidade nos motivos que desencadeiam o conflito, meios envolvidos, papel das chefias, emoções e valores postos em causa, são fatores reconhecíveis em todos os conflitos que abalaram o planeta, desde a Guerra de Troia, como uma espécie de eterno paradigma. É dentro desta perspetiva que nos propomos avaliar um outro caso modelo, as Guerras Messénicas, na versão que delas registou Pausânias no Livro IV da sua Descrição da Grécia.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AKUJÄRVI, J., Researcher, traveller, narrator: Studies in Pausanias’ Periegesis. Stockholm: Almqvist & Wiksell International, 2005.

ALCOCK, S., “The pseudo-history of Messenia unplugged”, TAPhA v. 129, 1999, p. 333-41.

AUBERGER, J., “Pausanias et le livre IV: une leçon pour l’Empire?”, Phoenix v. 54, 2000, p. 255-81.

BRUNHARA, R., As elegias de Tirteu. Poesia e performance na Esparta Arcaica. São Paulo: Humanitas, 2014.

HARDER, A., Euripides’ Cresphontes and Archelaos. Leiden: Brill, 1985.

HAWES, G., “Pausanias’ Messenian Itinerary and the Journey’ s of the Past”, in FERELLA, C., BREYTENBACH, C. (eds.), Paths of Knowledge. Interconnection(s) between Knowledge and Journey in the Greco-Roman World. Berlin, Edition Topoi, p. 151-76, 2018.

LANGERWERF, L., ‘No freer than the helots’. Messenian rebel behaviour in Pausanias Messeniaka in comparative perspective. Nottingham: PhD, 2010.

LURAGHI, N., The ancient Messenians. Constructions of Ethnicity and Memory. New York: Cambridge University Press, 2008.

PODLECKI, A. J., The early Greek poets and their times. Vancouver: The University of British Columbia Press, 1984.

ROCHA PEREIRA, M. H., Estudos de História da Cultura Clássica. I. Cultura Grega. Lisboa: Gulbenkian, 2006.

RODRÍGUEZ ALCOCER, M. M., “Mesenia: uma identidade creada mediante na alteridade”, Antesteria v. 4, 2015, p. 81-99.

Publicado
29-07-2022
Como Citar
Silva, M. de F. (2022). O INCRÍVEL RETORNO DA HISTÓRIA. Virtuajus, 7(12), 38-52. https://doi.org/10.5752/P.1678-3425.2022v7n12p38-52
Seção
Dossiê Ética, Direito e Tempos de Guerra: emergência humanitária