[1]
J. L. Brandão, “O FILÓSOFO NA CASA DE UM HOMEM JUSTO”, VJ, vol. 1, nº 1, p. 08-30, dez. 2016.