CIDADE PARA QUEM? O DESCOMPASSO ENTRE POLÍTICAS AMBIENTAIS E URBANAS NA PERIFERIA DO CAPITALISMO

  • Ana Carolina Campos de Melo Universidade Federal do Pará
  • Ana Cláudia Duarte Cardoso Universidade Federal do Pará
Palavras-chave: Amazônia brasileira. Fronteira. Legislação urbanística e ambiental. Expansão imobiliária.

Resumo

Este artigo analisa os conflitos e articulações subjacentes à intervenção em uma área de preservação,
em Parauapebas, Sudeste do Pará. Discute como as ações do setor imobiliário tem se articulado
à esfera pública e a atores locais, e superado limites impostos à expansão imobiliária, em particular,
aqueles colocados pela legislação. Evidencia-se a alternância da lei, conforme haja proximidade ou
distanciamento dos interesses imobiliários e a forma como o espaço informal, historicamente, confinado
a áreas ambientalmente vulneráveis, está sendo assimilado pelo mercado imobiliário.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Carolina Campos de Melo, Universidade Federal do Pará
Arquiteta e Urbanista pela Universidade Federal do Pará, mestranda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal do Pará e bolsista de mestrado CNPQ
Ana Cláudia Duarte Cardoso, Universidade Federal do Pará

Arquiteta e urbanista pela UFPA,
mestre em Planejamento Urbano pela
Universidade de Brasília e doutora em
Arquitetura pela Oxford Brookes University,
UK, e professora da Faculdade
de Arquitetura e Urbanismo e do Programa
de Pós-Graduação em Arquitetura
e Urbanismo da UFPA. 

Publicado
11-10-2016
Seção
Artigos