SIMONE DE BEAUVOIR. “Não se nasce mulher, torna-se mulher”

  • Magda Guadalupe Santos Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Alteridade, Femininsmo, Memória.

Resumo

Resumo.

Este trabalho foi apresentado, em sua forma de comunicação, no Projeto Convite ao Pensar, do Instituto de Filosofia e Teologia, Dom João Resende Costa, da PUCMINAS, em maio de 2010. Trata da relação textual entre Autobiografia e Ensaio filosófico-antropológico discutida à luz do pensamento, vida e obra de Simone de Beauvoir. Obras como A Força da Idade e o Segundo Sexo tornam-se aqui meios de interlocução para se analisar a relação dos textos com o amadurecimento político-filosófico e feminista de uma pensadora e filósofa tão polêmica nos registros acadêmicos da contemporaneidade.

Biografia do Autor

Magda Guadalupe Santos, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Professora de Filosofia do Departamento de Filosofia da PUCMINAS
Publicado
30-05-2011
Como Citar
Santos, M. G. (2011). SIMONE DE BEAUVOIR. “Não se nasce mulher, torna-se mulher”. Sapere Aude, 1(2), 108-122. Recuperado de http://periodicos.pucminas.br/index.php/SapereAude/article/view/2081
Seção
ARTIGOS/ARTICLES: CONVITE AO PENSAR/INVITATION TO THINK