A cor, a arte e a metáfora visual: um relato de experiência de revitalização urbanística

Palavras-chave: Arte, Cores, Metáfora, Blending

Resumo

O presente artigo inicia-se por reflexões sobre os impactos e a transformação na vida de duas comunidades revitalizadas por intervenções socioculturais promovidas pelo uso de cores, na forma de arte visual, mais especificamente, as cidades de Medellín, na Colômbia, e Santa Catarina de Palopó, na Guatemala.  A partir desse enquadramento geral, o artigo apresenta um relato de experiência do início de um projeto de recuperação de uma região da cidade de Maceió (Alagoas), mais precisamente a comunidade “Vila Redenção”. O projeto, intitulado “Intervenções urbanas no Polígono do CESMAC”, é desenvolvido por estudantes e professores do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário CESMAC e conta com a participação efetiva da comunidade local e de uma empresa parceira. A iniciativa focaliza o uso de heurísticas nas produções desenvolvidas, estimulando a capacidade criativa e inventiva dos estudantes. Essa capacidade, manifestada em expressões artísticas visuais, essencialmente metafóricas, é compreendida, neste artigo, à luz do conceito de blending, ou integração conceptual (FAUCONNIER & TURNER, 2002). O artigo constitui-se, em síntese, na sistematização do relato de uma experiência, em andamento, que institui-se como o campo de pesquisa para a autora.

 

Biografia do Autor

Morgana Andreia Medeiros Tenorio, CESMAC/ Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)

Doutoranda em Linguística e Língua Portuguesa, pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas). Possui Mestrado Profissional em Análise de Sistemas Ambientais pelo Centro Universitário CESMAC (2017), Pós-Graduação Lato Sensu em Iluminação e Design de Interiores (2006) pela Universidade Castelo Branco/RJ, Graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (1994), e Graduação em Arquitetura e Urbanismo pelo Centro Universitário CESMAC (2005). Atualmente é Superintendente Administrativa da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas - FAPEAL e Coordenadora Geral do Núcleo de Internacionalização (NUI) e professora de Inglês instrumental do Centro Universitário Cesmac.

Sandra Maria Silva Cavalcante, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas)

Doutora em Linguística pela Universidade Federal de Minas Gerais (2009). Mestre em Língua Portuguesa pela Universidade Católica de Minas Gerais (2003). Especialista em Literatura Infantil e Juvenil (1992) e Literatura Brasileira (1995) pela PUC Minas. É professora do Programa de Pós-graduação em Letras da PUC Minas, onde atua na linha de pesquisa Enunciação e Processos Discursivos. Como pesquisadora, investiga fenômenos de caráter semântico-pragmático com base em arcabouços teóricos do campo da Linguística Cognitiva e da Semiótica Cognitiva. É coordenadora adjunta do Grupo de Estudos em Linguagem e Cognição e integrante do grupo de pesquisa interdisciplinar Complex Cognitio, ambos da PUC Minas. Atua como pesquisadora colaboradora do Grupo de Estudos Cognição e Ensino de Imigrantes e Refugiados (GECEIR) da UFMG. Desenvolve projeto de pesquisa que visa à compreensão de processos de expressão e conceptualização de emoções de jovens em situação de vulnerabilidade social. É coordenadora do Projeto LER, projeto de extensão universitária que promove o desenvolvimento das habilidades de expressão oral, leitura e escrita, em língua portuguesa, de refugiados e migrantes moradores da região metropolitana de Belo Horizonte. Como professora do Instituto de Ciências Humanas, atua no Curso de Letras em disciplinas que focalizam práticas de leitura e de escrita, em diferentes mídias e contextos sociais, e disciplinas que focalizam a relação entre linguagem e cognição humana. É membro das associações científicas ABRALIN (Associação Brasileira de Linguística); ANPOLL (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística) e ICLA (International Cognitive Linguistics Association). Como pesquisadora, é coordenadora do Grupo de Trabalho Linguística e Cognição da ANPOLL, no biênio 2018-2020.

Edileine , cesmac

Possui graduação em Letras pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1989), graduação em Pedagogia - Licenciatura Plena pela Universidade Nove de Julho (2005), mestrado em Letras (Língua e Literatura Italiana) pela Universidade de São Paulo (1996) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2001). Atualmente é professor colaborador no Programa de doutorado em Letras da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais e professor titular do Centro Universitário CESMAC, avaliador de curso ad hoc do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), consultor ad hoc da Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco (FACEPE). Líder do Grupo de Pesquisa (Diretório CNPq) Grupo de Estudos e Pesquisas Humanísticos Aplicados (GEPHA). Tem experiência em Educação na área de formação de professores inicial e continuada, residência pedagógica, organização de eventos científicos, com publicações indexadas, educação a distância (coordenação de curso, transposição de materiais, formação de professores tutores), elaboração de projeto pedagógico de curso e elaboração e desenvolvimento de programa de incentivo à produção científica de docentes e discentes.

Publicado
20-12-2019
Seção
Artigos