A migração no contexto da Belle Époque paraense: uma revisão da literatura recente

Palavras-chave: Migração, Pará, Belle Époque.

Resumo

A migração para o Estado do Pará, no contexto da Belle Époque, constitui um importante fenômeno histórico-regional. Neste trabalho, que se caracteriza por ser uma revisão bibliográfica do tema, discorre-se sobre as características desse fenômeno, buscando identificar os roteiros, as experiências e o perfil dos indivíduos nesse processo. A partir da análise do conteúdo, metodologia e resultados obtidos por Marília Emmi, Cristina Cancela e Franciane Lacerda em suas respectivas pesquisas sobre os italianos, os portugueses e os cearenses que aportaram na região entre as últimas décadas do século XIX e o início do século XX, conclui-se que sua relevância para a cartografia social da Amazônia não se resume apenas a fatores econômicos, mas também culturais e políticos. Assim, dá-se ênfase ao rico corpo documental e a profusão de análises realizadas pelas autoras no que diz respeito à condição do migrante nas localidades de destino, suas motivações para migrar, a viagem e o imaginário sobre a Amazônia.

 

Biografia do Autor

Breno Rodrigo de Oliveira Alencar, Universidade Federal do Pará (UFPA). Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (IFPA)

Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Pará (UFPA). Mestre em Ciências Sociais com ênfase em Antropologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Graduado em Ciências Sociais com concentração na área de Antropologia pela Universidade Federal do Pará (UFPA). Docente de Ciências Sociais pertencente ao quadro de servidores da Coordenação de Ciências Humanas e membro do Grupo Interdisciplinar de Estudo e Pesquisa em Cultura, Educação e Política (GICEP) do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Pará (Professor EBTT). Possui experiência como Etnógrafo junto ao Museu Paraense Emílio Goeldi onde atuou como servidor efetivo (2011-2014) e Professor, Pesquisador e Orientador de Trabalhos de Conclusão de Curso na área da Educação Ambiental quando atuou como Professor Licenciado Pleno de Ciências Sociais junto a Fundação Centro de Referência em Educação Ambiental Escola Bosque Professor Eidorfe Moreira (2009-2014). Foi fundador e Diretor Executivo da Associação de Professores e Técnicos da Fundação Escola Bosque (2011-213); Foi Assessor da Direção Geral (2014-2015) e Diretor Geral Pró-Tempore do IFPA (2015).

Referências

ALVIM, Zuleika. Brava gente: os italianos em São Paulo. São Paulo: Brasiliense, 1986.

BASSANEZI, Maria Silvia Casagrande Beozzo. Italianos no Brasil: o que dizem os censos? In: CASTIGLIONI, Aurélia (Org.). Imigração italiana no Espírito Santo: uma aventura colonizadora. Vitória: UFES, 1998.

BASSANEZZI, Maria Silvia Casagrande Beozzo. Imigrações internacionais no Brasil: um panorama histórico. In: Patarra, Neide Lopes (Org.). Emigração e imigração no Brasil contemporâneo. São Paulo: FUNUAP, 1, 1996. p. 1-7.

BOURDIEU, Pierre. Da regra as estratégias. In: BOURDIEU, Pierre. Coisas Ditas. São Paulo: Brasiliense, 2004. p. 77-95.

BOURDIEU, Pierre. Les stratégies matrimoniales dans le système de reproduction. Annales, Paris, v. 4-5, n. 27, p. 1105-1127, 1972.

BRASIL. Recenseamento Geral de 1920. Rio de Janeiro: IBGE, 1920.

CANCELA, Cristina Donza. A imigração portuguesa no Pará. Belém: Estudos Amazônicos, 2012.

CANCELA, Cristina Donza. Adoráveis e dissimuladas: as relações amorosas das mulheres das camadas populares na Belém do final do século XIX e início do XX. 1997. Dissertação (Mestrado em História) – Universidade de Campinas, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pos-graduação em História, Campinas, 1997.

CANCELA, Cristina Donza; BARROSO, Daniel Souza Casamentos portugueses em uma capital da Amazônia: perfil demográfico, normas e redes sociais (Belém, 1891-1920). História Unisinos, São Leopoldo, v. 15, n. 1, p. 60-70, jan./abr. 2011. Disponível em: <http://revistas.unisinos.br/index.php/historia/article/view/962/165>. Acesso em: 14 set. 2014.

CANCELA, Cristina Donza. Casamento e relações familiares na economia da borracha (Belém – 1870-1920). 2006. 343 f. Tese (Doutorado em História Econômica) – Universidade de São Paulo, Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pos-graduação em História, 2006.

CANCELA, Cristina Donza; SARGES, Maria de Nazaré; SOUSA, Fernando; et al (Org.). Entre Mares: o Brasil dos portugueses. Belém: Paka-Tatu, 2010.

CANCELA, Cristina Donza. Famílias de elite: transformação da riqueza e alianças matrimoniais. Belém, 1870-1920. Topoi: Revista de História, Rio de Janeiro, v. 10, n. 18, p. 24-38, 2009. Disponível em: <http://www.revistatopoi.org/numero_atual/topoi18/topoi_18_-_artigo_3_-_familias_ de_elite_corrigido.pdf>. Acesso em: 13 mai. 2012.

CASTIGLIONI, Aurélia; EMMI, Marília Ferreira. Análise comparativa da imigração italiana dirigida para Espírito Santo e para a Amazônia durante a segunda metade do século XIX e primeira metade do século XX. Revista Geográfica de América Central, Heredia, v. 2, n. 47E, p. 1-23, fev. 2011. Disponível em: <http://www.revistas.una.ac.cr/index.php/geografica/article/view/2725/2605>. Acesso em: 26 maio 2015.

CASTIGLIONI, Aurélia; COLBARI, Antônia. Imigrantes italianos no Espírito Santo: da colonização no século XIX ao cenário urbano-industrial do presente. In: ACHIAMÉ, Fernando; NEVES, Reinaldo Santos (Org.). O reino conquistado: estudos em homenagem a Renato Pacheco. vol. 1. Vitória: IHGES, 2003. p. 31-66.

DURHAN, Eunice Ribeiro. A caminho da cidade: a vida rural e a migração para São Paulo. São Paulo: Perspectiva, 1984.

EMMI, Marília Ferreira. Fluxos migratórios internacionais para a Amazônia brasileira do final do século XIX ao início do século XX: O caso dos italianos. In: Aragón, Luis. (Org.). Migração internacional na Pan-Amazônia. Belém: NAEA/UFPA, 2009.

EMMI, Marília Ferreira. Italianos na Amazônia (1870-1950): pioneirismo econômico e identidade. Belém: NAEA, 2008.

HOBSBAWM, E. A era das revoluções. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

KLEIN, Herbert. Migração internacional na história da América. In: BORIS, Fausto (Org.). Fazer a América. São Paulo: EDUSP, 2000.

LACERDA, Franciane Gama. “Reclamações do Povo”. Luta por direitos na cidade, seringais e núcleos coloniais da Amazônia brasileira (séculos XIX e XX). Projeto História, São Paulo, n. 33, p. 63-82, dez. 2006a. Disponível em: <http://www4.pucsp.br/projetohistoria/downloads/volume33/artigo_02.pdf>. Acesso em: 03 jun. 2015.

LACERDA, Franciane Gama. Entre o sertão e a floresta: natureza, cultura e experiências sociais de migrantes cearenses na Amazônia (1889-1916). Revista Brasileira de História, São Paulo, v. 26, n. 51, p. 197-225, jan./jun. 2006b. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/rbh/v26n51/10.pdf>. Acesso em: 03 jun. 2015.

LACERDA, Franciane Gama. Migrantes Cearenses no Pará: faces da sobrevivência (1889-1916). Belém: Ed. Açaí, 2010.

LACERDA, Franciane Gama; SARGES, Maria de Nazaré. De Herodes para Pilatos: violência e poder na Belém da virada do século XIX para o XX. In: Projeto História, PUCSP, v. 38, p. 161–178, 2009.

MARTINE, George. Os dados censitários sobre migrações internas: evolução e utilização. In: ABEP. Censo, Consenso e contrassensos. III Seminário Metodológico dos Censos Demográficos (ABEP), Ouro Preto, 1984. p. 183-211.

OLIVEIRA, Kleber Fernandes de; JANNUZZI, Paulo de Martino. Motivos para migração no Brasil e retorno ao nordeste: padrões etários, por sexo e origem/destino. São Paulo em Perspectiva, São Paulo, v. 19, n. 4, p. 134-143, out./dez. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/pdf/spp/v19n4/v19n4a09.pdf>. Acesso em: 24 fev. 2015.

OSÓRIO, Carlos. Migrações recentes e desigualdades. Anais do I Encontro Nacional da ABEP, Campos do Jordão/São Paulo, 1978. p. 603-619.

PEREIRA, Miriam Halpern. A política portuguesa de emigração (1850 a 1930). Lisboa: A Regra do Jogo, 1981.

PORTELA, José; NOBRE, Silvia. Entre Pinela e Paris: emigração e regressos. Análise Social, Lisboa, v. XXXVI, n. 161, p. 1105-1146, 2001. Disponível em: <http://analisesocial.ics.ul.pt/documentos/1218730566F1dKD5ir2Eq54EP0.pdf>. Acesso em: 24 jan. 2014.

SARGES, Maria de Nazaré. Belém: riquezas produzindo a Belle Époque (1870-1912). Belém: Paka-Tatu, 2000.

SAYAD, Abdelmalek. A imigração ou os paradoxos da alteridade. São Paulo: Edusp, 1998.

THOMPSON, Edward Palmer. A miséria da teoria ou um planetário de erros. Rio de Janeiro: Zahar, 1981.

WENSTEIN, Barbara. A borracha na Amazônia: expansão e decadência, 1850-1920. São Paulo: Hucitec, 1993.

Publicado
14-11-2017
Seção
TEMÁTICA LIVRE/FREE SUBJECT - ARTIGOS/ARTICLES