TRANSTORNO DO ESPECTRO DO AUTISMO NA PERSPECTIVA DO ENSINO ESTRUTURADO

Patrícia Batista Leitão

Resumo


O autismo é descrito como uma alteração grave do desenvolvimento e seus sintomas são tipicamente percebidos entre os 18 e os 36 meses de idade, possivelmente como resultado de alteração neurológica que afeta o funcionamento do cérebro. Na literatura científica, atribui-se o adjetivo 'invasivo' ao quadro, como referência ao intenso e desconcertante impacto que sofrem áreas importantes do desenvolvimento, como as áreas da interação social recíproca e das habilidades de comunicação, bem como a capacidade de criar, de imaginar, de flexibilizar, cuja principal implicação está na presença de comportamentos repetitivos e de interesse por atividades estereotipadas. Este transtorno do desenvolvimento, complexo e abrangente, ocasiona na criança características de aprendizagem singulares, que demandam necessidades educacionais especiais. O presente artigo ressalta a importância do ensino estruturado, na perspectiva do Programa TEACCH, na educação das crianças com TEA, na experiência da APAE de Pará de Minas. Foram levantados aspectos referentes à dificuldade na aprendizagem dessas crianças no ensino tradicional da escola comum, a necessidade de adequações curriculares e a relevância das intervenções nas crianças com Transtorno do Espectro Autista (TEA) até os cinco anos de idade. Os resultados positivos e as implicações desta experiência com os alunos com TEA, na APAE de Pará de Minas, demonstraram a necessidade de implementação do ensino estruturado desde a mais tenra idade, possibilitando oferecer uma educação baseada no estilo de aprendizagem dessas crianças.


Palavras-chave


Autismo. Ensino Estruturado. Educação

Texto completo:

PDF


Av. Dom José Gaspar, 500 • Prédio 6 • Fone: (31) 3319-4188

Coração Eucarístico • Belo Horizonte • Minas Gerais - Brasil

CEP.: 30535-901 • Cx. Postal: 2686

ISSN 2175-7003