DEFICIÊNCIA INTELECTUAL E O TRANSTORNO DO ESPECTRO AUTISTA: FATORES GENÉTICOS E NEUROCOGNITIVOS

Patrícia Martins de Freitas, Patrícia Belini Nishiyama, Denise Oliveira Ribeiro, Leandro Martins de Freitas

Resumo


Os transtornos do neurodesenvolvimento possuem demandas para investigações que favoreçam o avanço nas técnicas de diagnóstico e intervenção. O Transtorno do Espectro Autista (TEA) apresentam especificidades clínicas, caracterizadas pela variabilidade da tríade sintomatológica, déficits de habilidades sociais, linguagem/comunicação e distúrbios de comportamento. Os sintomas clínicos possuem convergência com os déficits de funções executivas, correlacionados com alterações do córtex pré-frontal. As principais funções que apresentam déficits são: atenção, flexibilidade cognitiva, memória de trabalho e planejamento. Diante de tais demandas científicas e sociais, o presente trabalho foi elaborado, para apresentar uma revisão, demonstrando a importância de pesquisas que investiguem os aspectos genéticos e neurocognitivos do TEA, com a finalidade de contribuir melhor com o perfil e com procedimentos de avaliação e reabilitação.


Palavras-chave


Transtorno do Espectro autista. Deficiência Intelectual. Neurogenética.

Texto completo:

PDF


Av. Dom José Gaspar, 500 • Prédio 6 • Fone: (31) 3319-4188

Coração Eucarístico • Belo Horizonte • Minas Gerais - Brasil

CEP.: 30535-901 • Cx. Postal: 2686

ISSN 2175-7003