AS ESPÉCIES DE DEMOCRACIA E A RELEVÂNCIA DAS PRÁTICAS COMERCIAIS E DA RESPONSABILIDADE SOCIAL NA LIBERDADE PRIVADA

ÍSIS CAROLINA MASSI VICENTE

Resumo


O seres humanos vivem uma busca constante por liberdade; entretanto, a compreensão do que vem a ser liberdade está relacionada ao contexto histórico, aos modelos normativos que explicitam a configuração do Estado - modelos republicano e liberal - e as formas pelas quais a soberania popular e os direitos humanos são exercidos a partir destes padrões. Parte-se, aqui, do pressuposto de que o comércio, e posteriormente a empresa, desempenhou papel fundamental tanto na busca pela preservação da liberdade privada, quanto na produção normativa e no papel desempenhado pelo Estado. A conjugação destes fatores para a configuração do que se deve compreender por liberdade privada no mundo moderno serão tratados, nesta abordagem, à luz da Teoria do Discurso e da reabilitação da razão prática, tal como prevista por Jürgen Habermas.


Palavras-chave


Teoria Crítica. Ética. Empresa. Estado

Texto completo:

PDF

Referências


BERLIN, Isaiah. Dois conceitos de liberdade. In.: BERLIN, Isaiah. Estudos sobre a humanidade: uma antologia de ensaios. Tradução Rosaura Eichenberg. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

CONSTANT, Benjamin. Da liberdade dos antigos comparada à dos modernos. Disponível em: . Acesso: 05/01/2017.

FREITAG, Bárbara. A questão da moralidade: da razão prática de Kant à ética discursiva de Habermas. Tempo Social: Revista de Sociologia/USP. São Paulo, 1(2), 1989, p.7-44. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/ts/article/view/84764/87463. Acesso: 06/01/2017.

GAFT, Richard. In: Alex Guimarães Lourenço e Débora de Souza Schroder. Vale investir em responsabilidade social empresarial? Stakeholders ganhos e perdas. 2013.

HABERMAS, Jurgen. Três Modelos normativos de democracia. Lua Nova [online]. 1995, n.36, pp.39-53. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0102-64451995000200003. Acesso em 06/01/2017.

_______. Direito e democracia: entre facticidade e validade, v. I e II. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1997 [Original: Faktizität und Geltung. Beiträge zur Diskurstheorie des Rechts und des demokratischen Rechtsstaats

_______. Acerca do Uso pragmático, ético e moral da razão prática. In: Comentários à ética do Discurso. Tradução de Gilda Lopes Encarnação. Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

MELO, MARCOS ANDRÉ. REPUBLICANISMO, LIBERALISMO E RACIONALIDADE. Revista LUA NOVA Nº 55-56— 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ln/n55-56/a03n5556.pdf Acesso em: 20/02/2018.

NOBRE, Marcos e TERRA, Ricardo (orgs.). Direito e Democracia: Um guia de leitura de Habermas. São Paulo: Malheiros, 2008.

RAMOS, Cesar Augusto. O modelo liberal e republicano de liberdade: Uma escolha disjuntiva?. Trans/formação, São Paulo – SP, v. 34, n.1. 2011. HTTP://www2.marilia.unesp.br/revistas/index.php/transformacao/article/view/1045/944. Acesso em 08/01/2017.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Esta obra está licenciada sob uma Creative Commons Attribution 4.0 International license.

 

Redes Sociais:

Filiada:

 

Indexadores:

 



 

 

Apoio:

 

 

Logotipo do IBICT