A PSICOLOGIA JUNTO ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS EM SITUAÇÕES DE EMERGÊNCIAS E DESASTRES

Raquel Ferreira Pacheco, Sílvia Regina Eulálio de Souza

Resumo


A sociedade brasileira convive, frequentemente e cada vez mais, com situações de emergências e desastres, as quais ocasionam danos de ordem ambiental, material, econômica, estrutural e, sobretudo, danos à vida humana e à saúde mental dos atingidos. Assim sendo, este estudo tem o propósito de trazer uma reflexão sobre a atuação do psicólogo nessas situações, a qual é recente, mas está em pleno desenvolvimento. Desta forma, o objetivo geral deste trabalho consiste em realizar uma reflexão sobre os desafios com os quais a Psicologia se defronta, em situações de emergências e desastres, bem como quais as suas possíveis contribuições em todas as fases de um evento dessa natureza. Enfatiza-se, sobretudo, o momento da prevenção e da redução dos riscos de desastres. Para tanto, utiliza-se o arcabouço teórico da Psicologia Social Comunitária para orientar a reflexão sobre essa atuação do psicólogo, em consonância com as políticas públicas vigentes em nosso país. O procedimento metodológico consiste em uma pesquisa bibliográfica. Então, por meio da reflexão sobre os documentos pesquisados, é possível perceber que o trabalho do psicólogo em situações de emergências e desastres precisa, necessariamente, ser realizado em equipe multiprofissional. Além disso, essa atuação também deve considerar a participação popular, a qual é peça fundamental para que o trabalho se desenvolva de modo crítico, solidário e contextualizado.

Palavras-chave


Psicologia; Políticas públicas; Emergências; Desastres; Proteção e Defesa Civil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas

Licença Creative CommonsEsta obra está protegida com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.
SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar