MALABARISMO NO TRÂNSITO: O TRABALHO DO MOTORISTA DO TRANSPORTE COLETIVO EM DUPLA FUNÇÃO

  • Cesar Augusto Matias Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
  • Mara Marçal Sales Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Ergologia, Motorista de transporte público coletivo, Psicologia do trabalho

Resumo

O presente estudo buscou analisar, sob a perspectiva de motoristas de transportes coletivos intermunicipais em dupla função, as variabilidades encontradas no cotidiano de trabalho e as renormalizações realizadas pelos profissionais para conseguirem cumprir as tarefas prescritas pela empresa. O transporte coletivo de passageiros ocupa um lugar de destaque no Brasil, pois faz a ligação entre a população dos centros urbanos e os serviços básicos e essenciais a ela. Um dos protagonistas do transporte coletivo de passageiros, o motorista, enfrenta diversos desafios no seu cotidiano de trabalho. Nesse sentido, justifica-se analisar de maneira mais profunda e crítica sua atividade laboral. No referencial teórico, foi abordado o contexto do transporte público coletivo no país, baseando-se em Sampaio e Lima Neto (2005). Relacionou-se a psicologia com o campo do trabalho a partir das contribuições da Ergologia, utilizando-se, para tal, autores como Yvez Schwartz (2010) e Viegas (2013), dentre outros. Para a coleta de dados, utilizou-se a pesquisa do tipo qualitativa. Foram realizadas quatro entrevistas com motoristas e também a observação participante durante algumas viagens nos ônibus. Os profissionais entrevistados concordaram em participar da pesquisa através da assinatura de um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Para analisar as entrevistas, utilizou-se a técnica da análise de conteúdo. Constatou-se que há uma lacuna a ser preenchida entre o trabalho prescrito pelos empregadores e o trabalho real executado pelos motoristas, além da existência de diversos problemas em seu cotidiano profissional. Verificou-se também que as decisões acerca dos processos de trabalho se restringem às cúpulas organizacionais e às instâncias governamentais e legislativas, buscando soluções econômicas sem levar em conta as implicações na atividade dos trabalhadores e na qualidade da prestação do serviço no transporte coletivo como um todo.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
05-06-2017
Como Citar
MATIAS, C. A.; SALES, M. M. MALABARISMO NO TRÂNSITO: O TRABALHO DO MOTORISTA DO TRANSPORTE COLETIVO EM DUPLA FUNÇÃO. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 2, n. 4, p. 157 - 174, 5 jun. 2017.