MALABARISMO NO TRÂNSITO: O TRABALHO DO MOTORISTA DO TRANSPORTE COLETIVO EM DUPLA FUNÇÃO

Cesar Augusto Matias, Mara Marçal Sales

Resumo


O presente estudo buscou analisar, sob a perspectiva de motoristas de transportes coletivos intermunicipais em dupla função, as variabilidades encontradas no cotidiano de trabalho e as renormalizações realizadas pelos profissionais para conseguirem cumprir as tarefas prescritas pela empresa. O transporte coletivo de passageiros ocupa um lugar de destaque no Brasil, pois faz a ligação entre a população dos centros urbanos e os serviços básicos e essenciais a ela. Um dos protagonistas do transporte coletivo de passageiros, o motorista, enfrenta diversos desafios no seu cotidiano de trabalho. Nesse sentido, justifica-se analisar de maneira mais profunda e crítica sua atividade laboral. No referencial teórico, foi abordado o contexto do transporte público coletivo no país, baseando-se em Sampaio e Lima Neto (2005). Relacionou-se a psicologia com o campo do trabalho a partir das contribuições da Ergologia, utilizando-se, para tal, autores como Yvez Schwartz (2010) e Viegas (2013), dentre outros. Para a coleta de dados, utilizou-se a pesquisa do tipo qualitativa. Foram realizadas quatro entrevistas com motoristas e também a observação participante durante algumas viagens nos ônibus. Os profissionais entrevistados concordaram em participar da pesquisa através da assinatura de um Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Para analisar as entrevistas, utilizou-se a técnica da análise de conteúdo. Constatou-se que há uma lacuna a ser preenchida entre o trabalho prescrito pelos empregadores e o trabalho real executado pelos motoristas, além da existência de diversos problemas em seu cotidiano profissional. Verificou-se também que as decisões acerca dos processos de trabalho se restringem às cúpulas organizacionais e às instâncias governamentais e legislativas, buscando soluções econômicas sem levar em conta as implicações na atividade dos trabalhadores e na qualidade da prestação do serviço no transporte coletivo como um todo.


Palavras-chave


Ergologia; Motorista de transporte público coletivo; Psicologia do trabalho

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas

Licença Creative CommonsEsta obra está protegida com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.
SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar