UM OLHAR SOBRE AS HISTÓRIAS DE VIDA DAQUELES QUE HABITAM AS RUAS DE BELO HORIZONTE

Ana Luiza Otoni Borges, Bruno Vasconcelos de Almeida

Resumo


O presente trabalho apresenta um relato sobre pesquisa realizada com cinco pessoas que já estiveram ou se encontram em situação de rua, e que possuem vínculo com a Pastoral de Rua da Arquidiocese de Belo Horizonte com o objetivo de investigar suas narrativas e histórias de vida e consequentemente explicitar suas relações com a cidade e condições de sobrevivência, abordando possíveis cuidados com saúde, modos de enfrentamento da violência e também conhecendo a história prévia e redes de apoio. Para tal, foi utilizada a pesquisa narrativa com foco nas histórias de vida, forma mais adequada de realizar a descoberta de novas perspectivas, bem como identificar pontos singularizantes nas histórias das pessoas e proporcionar a interação efetiva entre pesquisador e pesquisado. Observaram-se ao final dados que retratam certo avanço na política voltada para a População em Situação de Rua, a quebra do vínculo familiar, além dos relatos excepcionais de um grupo invisível e sem voz.

Palavras-chave


População em Situação de Rua; Histórias de Vida; Narrativas

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas

Licença Creative CommonsEsta obra está protegida com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.
SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar