CRIANÇAS INSTITUCIONALIZADAS: UM OLHAR PARA O DESENVOLVIMENTO SOCIOAFETIVO

Isabel Aparecida Diniz, Márcia Oliveira Assis, Mayra Fernanda Silva de Souza

Resumo


A institucionalização infantil é uma medida de proteção aplicada às crianças que possuem seus direitos previstos no ECA, violados. Com a conquista destes direitos, a representação do ser criança passou por diversas mudanças durante os séculos. Essas mudanças culminaram na tentativa de perceber o lugar que a criança ocupava na família e na sociedade. Diante destas transformações é possível ilustrar uma evolução, inclusive das instituições que acolhem estas crianças na atualidade, como por exemplo, o abrigo. Falar do abrigo na infância, etapa em que as crianças vivenciam experiências que contribuirão significativamente para o seu desenvolvimento biopsicossocial, e dentre essas experiências, as vinculadas ao afeto possuem substancial relevância. Nesse sentido, a presente pesquisa investigou quais os aspectos da institucionalização no desenvolvimento socioafetivo da criança abrigada. Para contemplar essa proposta dissertou-se sobre a trajetória histórica das instituições de abrigo desde o período colonial até a contemporaneidade; os processos de desenvolvimento socioafetivo na infância e os impactos no desenvolvimento socioafetivo da criança abrigada; bem como, as possíveis intervenções dos profissionais da Psicologia no abrigo. Diante desse percurso, considera-se importante desenvolver teoricamente sobre institucionalização, abrigo, infância, socioafetividade e atuação do psicólogo nesse contexto institucional. A metodologia utilizada no desenvolvimento dessa pesquisa foi a pesquisa bibliográfica em que diferentes obras foram sustentação para as fundamentações teóricas deste trabalho. Perante essa investigação, constatou-se que, o afastamento provisório ou permanente da criança de seu contexto familiar; o rompimento dos laços afetivos com a família de origem; a escassez de vínculos afetivos alternativos na instituição; dentre outros aspectos, acarretam impactos significativos para o desenvolvimento socioafetivo da criança abrigada.


Palavras-chave


Instituição de abrigo; Acolhimento institucional; Crianças; Socioafetividade

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas

Compartilhar no Facebook



Licença Creative CommonsEsta obra está protegida com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.