LOUCURA EM CASA: UMA REFLEXÃO SOBRE SERVIÇOS RESIDENCIAIS TERAPÊUTICOS

Wellington Júnio Pugirá Teixeira

Resumo


Este estudo faz um apanhado histórico da Reforma Psiquiátrica no Brasil, como se deram as principais transformações no âmbito da atenção ao louco e quais os dispositivos criados para a efetivação dos princípios da Reforma brasileira. Em seguida trata de um equipamento em específico: os Serviços Residenciais Terapêuticos – SRT’s. O trabalho teve como objetivo explorar a proposta dos SRT’s e saber como estes se articulam para a efetivação dos ideais reformistas, as bases para que a configuração atual se formasse e alguns dos desafios que este dispositivo enfrenta na atualidade. O estudo foi realizado segundo método de pesquisa bibliográfica, a partir da qual realizou-se uma revisão da literatura de autores que versam sobre a temática, visando estabelecer como se deu a evolução desse dispositivo e como ele se tornou uma política pública de âmbito nacional. Também empreendeu a reflexão sobre determinados desafios que se impõem na atualidade desse serviço, a partir da contribuição de alguns autores. Seja em relação à qualidade dos encontros com a comunidade que a inserção em um SRT proporciona aos seus moradores, à importância de se afirmar constantemente os princípios ético-políticos a todos os atores envolvidos no processo de atenção aos mesmos, até questões relativas à diversidade de modalidades de moradias oferecidas. Com base no estudo realizado, chegou-se ao entendimento de que, embora diversos avanços tenham sido alcançados tanto a nível normativo quanto na promoção de novos encontros com a comunidade, ainda há desafios a serem superados, seja no nível macropolítico, no que tange questões relativas às modalidades de residências oferecidas, quanto no plano micropolítico, no âmbito das relações presentes dentro dos próprios serviços, rumo a uma sociedade livre de manicômios, sejam eles visíveis nas estruturas físicas ou camuflados nas práticas cotidianas dos serviços substitutivos.

Palavras-chave


Residências terapêuticas; Serviços de saúde mental; Reforma Psiquiátrica; Reforma dos serviços de saúde

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas

Compartilhar no Facebook



Licença Creative CommonsEsta obra está protegida com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.
Esta obra está bajo una Licencia Creative Commons Reconocimiento 4.0 Internacional.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.