TRANSTORNO DE PÂNICO E RELAÇÕES COM A SUPERPROTEÇÃO PARENTAL

  • Diéferson Artur Brandão Puc Minas
Palavras-chave: transtorno de ansiedade, transtorno de pânico, estilo parental, superproteção

Resumo

Nos dias de hoje, muitas pessoas sofrem com transtornos de ansiedade, dentre eles o transtorno de pânico. Este estudo, baseado na Terapia Cognitivo-Comportamental, tem como objetivo verificar uma possível relação entre o estilo de criação autoritário/superprotetor e o desenvolvimento de transtorno de pânico na vida adulta. Para isso, foi realizado um levantamento teórico acerca do assunto, definindo-se conceitos importantes, como transtorno de ansiedade e transtorno de pânico, além dos diferentes tipos de estilos parentais. Também foram apresentados dois domínios esquemáticos da Terapia Cognitiva Focada em Esquemas, a fim de contribuir para a definição do estilo parental autoritário/superprotetor e suas possíveis implicações no desenvolvimento da personalidade. Chegou-se à conclusão de que este estilo parental pode acarretar desenvolvimento de transtornos de ansiedade, todavia não esteja comprovada sua relação direta com o transtorno de pânico.

Referências

AMERICAN PSYCHISTRIC ASSOCISTION [DSM-5]. Manual diagnóstico e estatístico de transtorno Mentais: DSM-5. Porto Alegre: Artmed, 2014.

ÁVILA, Andressa Celente de; ANDRETTA, Ilana. Exposição Interoceptiva para Redução da Ansiedade no Tratamento do Transtorno do Pânico. Revista de Psicologia da IMED, Passo Fundo, v. 6, n. 1, p. 33-39, Jan-Jul. 2014. Disponível em: https://seer.imed.edu.br/index.php/revistapsico/article/view/425/406. Acesso em: 25 ago. 2017.

BEATO, Ana Filipa Gordino. Estilos, Estratégias e Crenças de Pais e Mães e Ansiedade Infantil: O Pai é Importante? Tese (Doutorado em Psicologia), Faculdade de Psicologia, Universidade de Lisboa, Lisboa, Portugal, 2016. Disponível em: http://repositorio.ul.pt/bitstream/10451/24849/1/ulsd729651_td_Ana_Beato.pdf. Acesso em: 8 set. 2017

CLARK, David A. & BECK, Aaron T. Vencendo a ansiedade e a preocupação: com a Terapia Cognitivo-Comportamental. Porto Alegre: Artmed, 2012. pp. 70-196.

FERREIRA, Cristina Isabel Marques. Estilos Parentais e Qualidade de Vida em Crianças e Jovens. Dissertação (Mestrado em Educação), Escola Superior de Educação de Viseu, Instituto Politécnico de Viseu, Viseu, Portugal, 2016. Disponível em: http://repositorio.ipv.pt/bitstream/10400.19/4495/1/Projeto%20final%20de%20mestrado%20Cristina%20Ferreira.pdf. Acesso em: 2 set. 2017.

LOPES, Jane Brito; MELO, Wilson Vieira. A compreensão da repercussão dos esquemas iniciais desadaptativos, através da teoria dos esquemas, para otimização dos tratamentos de traumas. Revista Saúde e Desenvolvimento Humano, Canoas, v. 2, n. 1, p. 75-86, Maio 2014. Disponível em: http://sphinx.unilasalle.edu.br/index.php/saude_desenvolvimento/article/view/1511/1101. Acesso em 8 set. 2017.

MONTIEL, José Maria; BARTHOLOMEU, Daniel; GARCIA CAPITÃO, Cláudio & COUTO SANTOS, Gleiber. Pensamentos negativos automáticos em pacientes com transtorno do pânico. Liberabit Rev., Lima, v. 20, n. 2, Jul. 2014. Disponível em: http://www.scielo.org.pe/scielo.php?pid=S1729-48272014000200005&script=sci_arttext&tlng=pt. Acesso em: 28 mar. 2017.

NARDI, Antônio Egidio; QUEVEDO, João & SILVA, Antônio Geraldo da. Transtorno de Pânico: Teoria e Clínica. Porto Alegre: Artmed, 2013, pp. 27-38.

PAULA, João Miguel Pulquério de. Estilos parentais, inteligência emocional e o enfant terrible – relações, implicações e reflexões. Revista de enfermagem referência, Coimbra, vol. serII, n. 8, Dez. 2012. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0874-02832012000300016. doi: 10.12707/RIII1203. Acesso em: 29 mar. 2017.

PETERSEN, Circe Salcides & WAINER, Ricardo. Terapias cognitivo-comportamentais para crianças e adolescentes. Porto Alegre: Artmed, 2011, 2011, pp. 232-255.

RAMOS, Cátia dos Santos. O Impacto Da Parentalidade Negativa na Ansiedade Infantil: Um Olhar Sobre a Ansiedade e o Controlo Parental. Dissertação (Mestrado em Psicologia). Instituto Universitário Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (ISPA), Lisboa, Portugal, 2015. Disponível em: http://repositorio.ispa.pt/bitstream/10400.12/5208/1/18900.pdf. Acesso em: 2 set. 2017.

RANGÉ, Bernard. Psicoterapias cognitivos-comportamentais: um diálogo com a psiquiatria. 2a ed. Porto Alegre: Artmed, 2011, pp. 238-268.

VALENÇA, Alexandre Martins. Transtorno de Pânico: Aspectos Psicopatológicos e Fenomenológicos. Revista debates em psiquiatria. Ano 3, n. 4, p. 6-13, Jul-Ago 2013. Disponível em: http://www.abp.org.br/download/revista_debates_16_web.pdf. Acesso em: 30 mar. 2017.

WAINER, Ricardo; PAIM, Kelly; ERDOS, Renata; ANDRIOLA, Rossana (Orgs.). Terapia Cognitiva Focada em Esquemas: Integração em Psicoteraptia. Porto Alegre: Artmed, 2016, pp. 15-185.

Publicado
16-12-2019
Como Citar
BRANDÃO, D. A. TRANSTORNO DE PÂNICO E RELAÇÕES COM A SUPERPROTEÇÃO PARENTAL. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 4, n. 8, p. 321-334, 16 dez. 2019.
Seção
Artigos de temática livre