PULSÃO DE MORTE EM FREUD: ENTRE A ESPECULAÇÃO E A CLÍNICA

  • Henrique Lopes e Camanducaia Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - unidade Coração Eucarístico
Palavras-chave: Pulsão de morte; Agressividade; Sentimento de culpa; O Ego e o Id.

Resumo

O presente artigo analisa os principais substratos empíricos e clínicos do conceito de pulsão de morte através da leitura atenta do primeiro texto em que o conceito é formulado e do segundo grande texto em que está presente, respectivamente Além do Princípio de Prazer e O Ego e o Id. Partiu-se da hipótese que a pulsão de morte é introduzida na metapsicologia freudiana com forte apelo aos argumentos biológicos e ganha mais consistência a partir de 1923, com os conceitos de desfusão, agressividade, sentimento de culpa e superego. O sentimento de culpa aparece como chave de leitura fundamental em O Ego e o Id ao associar a agressividade à pulsão de morte como um substrato consistente do conceito. O artigo, por fim, evidencia como a pulsão de morte se associa mais facilmente à dimensão clínica a partir de então.

Biografia do Autor

Henrique Lopes e Camanducaia, Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - unidade Coração Eucarístico
Aluno do 9 período (2 sem. 2019) do curso de Psicologia da unidade Coração Eucarístico, Faculdade de Psicologia da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais.

Referências

DRAWIN, Carlos Roberto; MOREIRA, Jacqueline De Oliveira. A alteridade inscrita na identidade: uma problemática freudiana. In: KYRILLOS NETO, Fuad; MELO, Walter (org.). Psicologia e subjetividade: fundamentos conceituais e métodos de pesquisa. Belo Horizonte: UEMG, 2019. cap. 2, p. 11-32.

FREUD, Sigmund. Totem e tabu. Tradução de Jayme Salomão. In: FREUD, Sigmund. Edição Standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1913-1996. 24 v. v. 13.

FREUD, Sigmund. Os instintos e suas vicissitudes. Tradução de Jayme Salomão. In: FREUD, Sigmund. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1915-1996. 24 v. v. 14.

FREUD, Sigmund. Além do princípio de prazer. Tradução de Jayme Salomão. In: FREUD, Sigmund. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1920-1996. 24 v. v. 18.

FREUD, Sigmund. O ego e o id. Tradução de Jayme Salomão. In: FREUD, Sigmund. Edição Standard Brasileira das Obras Psicológicas Completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1923-1996. 24 v. v. 19.

MOREIRA, Jacqueline de Oliveira. Édipo em freud: o movimento de uma teoria. Revista Psicologia em Estudo. Maringá, v. 9, nº. 2, p. 219-227, mai/ago. 2004. Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-73722004000200008&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt. Acesso em: 30 de jul. 2019.

SILVA, Marcus Vinicius Neto. A construção da pulsão de morte freudiana: um estudo histórico da formação do conceito a partir de suas fontes. Montes Claros: Unimontes, 2015.
Publicado
08-09-2020
Como Citar
CAMANDUCAIA, H. L. E. PULSÃO DE MORTE EM FREUD: ENTRE A ESPECULAÇÃO E A CLÍNICA. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 9, p. 562-580, 8 set. 2020.
Seção
Artigos de temática livre