DESAFIOS DA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA NO BRASIL: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA GRUPAL COM JOVENS APRENDIZES

  • Maria Mônica Gomes Divino PUC Minas
  • Bruna Monteiro Hallak PUC Minas
  • Sara Nogueira Grassi PUC Minas
  • Marcelle La Guardia Lara de Castro PUC Minas
Palavras-chave: Orientação Profissional, Trabalho, Jovens Aprendizes, Abordagem Grupal

Resumo

A temática da centralidade do trabalho se apresenta como importante questão no mundo contemporâneo, considerando o histórico das relações do ser humano com seu ofício, bem como as discussões acerca do futuro do trabalho. Diante disso, o presente artigo tem por objetivo apresentar um panorama da Orientação Profissional no Brasil, bem como discutir os desafios e perspectivas desta prática, a partir de reflexões suscitadas em uma experiência grupal, proposta como prática extensionista de uma disciplina do curso de graduação em Psicologia. O estudo de caso foi realizado com Jovens Aprendizes, que trabalham em uma universidade particular de Belo Horizonte e consistiu-se em encontros semanais com aplicação de diferentes técnicas, instrumentos e métodos da Orientação Profissional, como entrevistas individuais, protocolos de avaliação de interesses e habilidades, dentre outros subsídios técnicos que sustentaram a realização das oficinas. A partir do que foi levantado nos encontros com os adolescentes, foram tecidas considerações acerca dos fatores que perpassam a escolha profissional, dentre eles, a influência exercida pelas famílias e as implicações advindas do processo de adolescer.

Referências

ALMEIDA, M. E. G. G. de; PINHO, Luís V. de. Adolescência, família e escolhas: implica-ções na orientação profissional. Psicologia Clínica, Rio de Janeiro, v. 20, n. 2, p. 173-184, 2008.
ANTUNES, R. L. C. Os Sentidos do Trabalho: ensaio sobre a afirmação e a negação do tra-balho. 2. ed. São Paulo: Boitempo, 2009.
BOCK, S. D. Concepçōes de indivíduo e sociedade e as teorias em Orientação Profissional. In: BOCK, Ana Maria Mercês Bahia (org). A escolha profissional em questão. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1995, p. 61-70.
BOHOSLAVSKY, R. Orientação Vocacional: A Estratégia Clínica. São Paulo: Martins Fon-tes, 1977.
DIAS, M. L. Família e escolha profissional. In: BOCK, Ana Maria Mercês Bahia (org). A es-colha profissional em questão. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1995, p. 71-92.
KRAWULSK, Edite. Evolução do conceito de trabalho através da História e sua percep-ção pelo trabalhador de hoje. 1991. 124 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Administração. Disponível em: . Acesso em: 22 out. 2019.
LEHMAN, Y. P. Papel do orientador profissional: revisão crítica. In: BOCK, A. M. M. B. (org). A Escolha Profissional em Questão. São Paulo: Casa do Psicólogo, 1995, p. 239-246.
LEVENFUS, R. S.; BANDEIRA, D. R. Avaliação dos Interesses Profissionais (AIP). São Paulo: Vetor Editora, 2009.
LEVENFUS, R. S. Orientação vocacional ocupacional, abordagem grupal: teoria e técnica. In: LEVENFUS, R. S. (org.). Psicodinâmica da escolha profissional. Porto Alegre: Artes Médi-cas, 1997, p. 257-268.
LIMA, M. T. Técnicas de Intervenção. In: LIMA, M. T. Orientação Profissional: Princípios Teóricos, Práticos e Textos para Psicólogos e Educadores. São Paulo: Vetor, 2007, p. 103- 136.
LISBOA, M. D.; SOARES, D. H. P. Orientação profissional em ação: formação e prática de orientadores. São Paulo: Summus, 2000.
MINAS GERAIS. Secretaria de Estado e da Educação. Ensino Médio Integral da rede es-tadual será ampliado. Disponível em: Acesso em: 03 jan. 2020.
PIMENTA, S. G. Orientação vocacional e decisão: estudo crítico da situação do Brasil. 2 ed. São Paulo: Loyola, 1981.
RABELO, L. C.; CASTRO, M. L.; SILVA, J. M. A. Dublês do setor elétrico: reflexões sobre identidade e trabalho terceirizado. Psicologia: Organizações e Trabalho, Belo Horizonte, v. 16, n. 1, abr/jun., p. 166-175, 2016.
RENA, L.C. C. B. Sexualidade e adolescência: as oficinas como prática pedagógica. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.
SANTOS, L. M. M. O papel da família e dos pares na escolha profissional. Psicologia em Es-tudo, Maringá, v. 10, n. 1, p. 57-66, jan./abr. 2005.
SÃO PAULO. Secretaria de Estado da Educação. Governo de São Paulo lança o programa “Inova Educação”. Disponível em: . Acesso em: 03 jan. 2020.
SILVA, L. B. C. Contribuições para uma teoria psicossocial da escolha da profissão. In: BOCK, A. M. M. B. (org). A escolha profissional em questão. São Paulo: Casa do Psicólo-go, 1995, p. 25-44.
SOARES, D. H. P. A Escolha. In: SOARES, D. H. P. A escolha profissional: do jovem ao adulto. São Paulo: Summus, 2002.
SOUZA, J. Ralé brasileira: quem é e como vive. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.
SPACCAQUERCHE, M. E. Orientação profissional online: uma experiência em proces-so. Revista. Brasileira de Orientação Profissional, São Paulo, v. 6, n. 1, p. 63-74, jun. 2005.
Publicado
12-03-2021
Como Citar
MÔNICA GOMES DIVINO, M.; MONTEIRO HALLAK, B.; NOGUEIRA GRASSI, S.; LA GUARDIA LARA DE CASTRO, M. DESAFIOS DA ORIENTAÇÃO PROFISSIONAL E DE CARREIRA NO BRASIL: RELATO DE UMA EXPERIÊNCIA GRUPAL COM JOVENS APRENDIZES. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 10, p. 230-249, 12 mar. 2021.
Seção
Artigos de temática livre