CORPO ENVELHECE, ESPÍRITO TRANSCENDE: QUAL A CONTRIBUIÇÃO DA ESPIRITUALIDADE PARA A SUBJETIVIDADE DO IDOSO?

  • Marlúcia Alessandra dos Santos PUC MINAS BETIM
Palavras-chave: Espiritualidade, Subjetividade, Idoso

Resumo

Após a OMS incluir o termo espiritualidade no conceito de saúde e ampliar o mesmo, surge a indagação sobre os benefícios que ela trás para a humanidade. Sendo assim, a ciência tem demonstrado interesse em investigar o tema. Estudos e pesquisas demonstram que a faixa etária acima dos 65 anos é aquela com mais contato frente a sua espiritualidade e religiosidade. Contudo, o objetivo do presente estudo é realizar uma revisão da literatura científica que norteia temática espiritualidade e investigar qual a contribuição da mesma na subjetividade do idoso.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE EMPRESAS DE PESQUISA . Critério Brasil 2015 e atualização da distribuição de classes para 2016. Disponível em: . Acesso em: 07 maio 2017.
ARANHA, V. C. Aspectos Psicológicos do Envelhecimento. In: PAPALEO NETTO; M. (Org.)Tratadode Gerontologia. 2.ed.SãoPaulo:EditoraAtheneu, 2007. Cap.21,p.255– 265.
BAPTISTA, Paulo Agostinho Nogueira. Libertação e diálogo: a articulação entre teologia da libertação e teologia do pluralismo religioso em Leonardo Boff. 2007. 475 f. Tese (Doutorado) IBGE de Ciências Humanas, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2007.
BOFF, Leonardo. Espiritualidade: um caminho de transformação. Rio de Janeiro: Sextante, 2006.
BARROS, Marcelo. Diálogos com amor - Com os salmos, orar o hoje no mundo. Goiânia: Kelps, 2016.
BERTACHINI, Luciana; PESSINI, Leo. Encontro e responsabilidade no cuidado da vida: Lidando como desafios éticos em situações críticas e de final de vida. (orgs.). – 1. Ed. – São Paulo: Ed. Paulinas: Centro Universitário São Camilo, 2011. Cap.1, p. 273.
CONCEITO de Saúde segundo a OMS. Medicinas alternativas. Disponível em: . Acesso em: 28 maio 2018.
ERIKSON, Erik. O ciclo de vida completo. Porto Alegre: Artmed, 1998.
FRANKL, Viktor Emil. Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração. 23. ed. São Leopoldo: Sinodal, 2006.
HEIDEGGER, M. Ser e Tempo. Petrópolis: Vozes, 1993.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Perfil dos idosos responsáveis pelos domicílios no Brasil: 2000. Rio de Janeiro: IBGE, 2002.
LUFT, Lya. Perdas e Ganhos. 8. ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.
MORAGAS, R.M. Gerontologia Social: envelhecimento e qualidade de vida. São Paulo: Paulinas, 1997.
NERI, Anita Liberalesso (Org.). Palavras-chave em gerontologia. 2.ed. Campinas: Alínea, 2005.
NERI, Anita Liberalesso. Cap.2. In: NERI, Anita Liberalesso. Idosos no Brasil: vivências, desafios e expectativas na terceira idade. São Paulo: Ed. Fundação Perseu Abramo/ Edições SESC, 2007. p.47-64.
NERI, Anita Liberalesso. Velhice e sociedade. 2. ed. Campinas: Papirus, 2004.
NERI, A. L. Velhice e Qualidade de Vida na Mulher. In: NERI, A. L. (Org.) Desenvolvimentoeenvelhecimento:perspectivasbiológicas,psicológicasesociológicas. Campinas: Editora Papirus, 2001. p.161–200.
PAPALEO NETTO; M. Processos de Envelhecimento e Longevidade. In: PAPALEO NETTO; M. (Org.) Tratado de Gerontologia. 2.ed.São Paulo: Editora Atheneu, 2007. Cap. 1, p. 3 – 14.
FREIRE, S. A. Bem-estar subjetivo e metas da vida: um estudo transversal com homens e mulheres pertencentes a três faixas de idade. tese de doutorado. campinas, 2001. Unicamp.
PORTAL BRASIL. Expectativa de vida no Brasil sobe para 75,5 anos em 2015. Portal Brasil, 01 dez. 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 maio 2018.
QUEIROZ, V. P. Z.; PAPALEO NETTO, M. Envelhecimento Bem-Sucedido: aspectos biológicos,psicológicosesócioculturais.Aimportânciadasociabilidadeedaeducação. PAPALEO NETTO. Cap. 65.In: PAPALEONETTO;M.(Org.)TratadodeGerontologia.SãoPaulo,2007.EditoraAtheneu. 2a.ed, p. 807 –815.
SOMMERHALDER, Cinara; GOLDSTEIN, Lucila L. O papel da espiritualidade e da religiosidade na vida adulta e na velhice. In: FREITAS, Elizabete Viana de et al. Tratado de geriatria e gerontologia. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2006. Cap. 139, p. 1307-1315
TEIXEIRA, Faustino. O potencial libertador da espiritualidade e da experiência religiosa. In: AMATUZZI, Mauro Martins (Org.). Psicologia e espiritualidade. São Paulo: Paulus, 2005. Cap. 1, p. 13-30.
Publicado
07-09-2020
Como Citar
SANTOS, M. A. DOS. CORPO ENVELHECE, ESPÍRITO TRANSCENDE: QUAL A CONTRIBUIÇÃO DA ESPIRITUALIDADE PARA A SUBJETIVIDADE DO IDOSO?. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 9, p. 260-274, 7 set. 2020.
Seção
Artigos de temática livre