DO LÁPIS E CANETA AOS TABLETS NAS ESCOLAS: O USO DA TECNOLOGIA À LUZ DA PEDAGOGIA DE PAULO FREIRE

  • Renan Viana PUC Minas
  • Elisiene Chaves
Palavras-chave: Educação, Paulo Freire, Pedagogia, Tecnologia

Resumo

Este artigo tem como objetivo apresentar uma correlação entre a metodologia utilizada pelo educador Paulo Freire e o contexto contemporâneo da educação brasileira, entrelaçando essas duas esferas. Para tanto, o método Paulo Freire foi analisado ao longo do trabalho, bem como suas aplicações na educação, tendo como fonte a tecnologia nas suas mais amplas esferas. Esta tecnologia se mostrou como uma ilimitada ferramenta das potencialidades criativas do ser humano, podendo ser utilizada de forma ampla e diversificada, porém, fazendo-se uma importante ressalva: a técnica ainda se encontra com limites claros de acesso por parcelas mais carentes da sociedade. O acesso é, portanto, uma fronteira para o papel pedagógico da tecnologia. Observou-se, por fim, que a inclusão digital pode ser uma aliada relevante para a compreensão das desigualdades e disseminação de um ensino mais contemplativo, mas isso só é possível, segundo Freire, quando o professor assume o papel crucial de mediador do processo, sendo ele, pois, responsável por um ensino mais social e amplo, e não apenas um disseminador de conteúdos pré-estabelecidos.

Referências

ALVES, Priscila Pires; MANCEBO, Deise. Tecnologias e subjetividade na contemporaneida-de. Estudos de Psicologia (natal), [s.l.], v. 11, n. 1, p.45-52, abr. 2006. FapUNIFESP (Sci-ELO). http://dx.doi.org/10.1590/s1413-294x2006000100006.

ALVES, Washington Lair Urbano. A história da educação no brasil: da Descoberta à Lei de Diretrizes e Bases de 1996. 2009. Monografia (especialista em Metodologia do Ensino Superior) - Centro Universitário Católico Salesiano Auxilium, São Paulo, 2009.

BRASIL. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais. Ministério da Educação (Org.). Mapa do Analfabetismo no Brasil. Disponível em: . Acesso em: 05 nov. 2019.

BRASIL. LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL. In: BRASI, Fgv • Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do. LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO NACIONAL (LDBEN). Rio de Janeiro: Fgv, 2009. p. 1-2. Disponível em: . Acesso em: 12 nov. 2019.

CODO, Wanderley; LANE, Silvia Tatiana Maurer. Psicologia Social:
O homem em movimento. 8. ed. São Paulo: Brasiliense, 1989. 224 p.

FREIRE, Paulo. Educação e mudança. RJ, Paz e terra. 1981

FREIRE, Paulo. Pedagogia da Esperança: Um reencontro com a pedagogia do oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1993.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia. 9. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra,1998.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: histórico da violência nas prisões. São Paulo, Vozes, 1987

GOHN, Maria da Glória. Educação não-formal, participação da sociedade civil e estrutu-ras colegiadas nas escolas. Ensaio: aval. pol. públ. Educ., Rio de Janeiro,v.14, n.50, p. 27-38, jan./mar. 2006.

HELLER, A. (1977). Sociologia da vida cotidiana. Barcelona: Ediciones Peninsula.

INSTITUTO PAULO FREIRE (Recife) (Org.). Paulo Freire, Patrono da Educação Brasi-leira. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2019.

MARIANO, Zilda Fátima. A relação homem-natureza e os discursos ambientais. Geography Department, University Of Sao Paulo, [s.l.], p.158-170, 2011. Universidade de Sao Paulo Sistema Integrado de Bibliotecas - SIBiUSP. http://dx.doi.org/10.7154/rdg.2011.0022.0008.

MOREIRA, Antonio Flavio Barbosa; KRAMER, Sonia. CONTEMPORANEIDADE, EDUCAÇÃO E TECNOLOGIA. Educação & Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p.1037-1057, out. 2007. Disponível em: . Acesso em: 17 set. 2019.

PATTO, M, H. (Org). Introdução à Psicologia Escolar. São Paulo: T. A. Queiroz, 1991.

PEREIRA, Tânia Oliveira. As tecnologias e a comunicação na contemporaneidade: a trilo-gia Matrix. Revista de Informação, Paraná/rio Grande do Sul, v. 14, n. 4, p.1-10, ago. 2013. Disponível em: . Acesso em: 02 out. 2019.

SAMPAIO, Marisa Narcizo; LEITE, Lígia Silva. Alfabetização Tecnológica do
Professor. Petropólis - RJ: Vozes. 2008.

SCOCUGLIA, Afonso Celso. As reflexões Curriculares de Paulo Freire. Revista Lusófo-na de Educação, Paraíba, v. 6, n. 6, p.81-92, 13 out. 2009. Disponível em: . Acesso em: 17 set. 2019.

SEVCENKO, Nicolau. A corrida para o Século XXI: no loop da montanha-russa. São Paulo: Companhia das Letras, 2001. 144 p.

TECNOLOGIA E EDUCAÇÃO: UM DIÁLOGO FREIRE – PAPERT. Recife: Tópicos Educacionais, v. 19, n. 1, jan. 2013. Disponível em: . Aces-so em: 25 nov. 2019.
Publicado
07-09-2020
Como Citar
VIANA, R.; CHAVES, E. DO LÁPIS E CANETA AOS TABLETS NAS ESCOLAS: O USO DA TECNOLOGIA À LUZ DA PEDAGOGIA DE PAULO FREIRE. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 9, p. 292-308, 7 set. 2020.
Seção
Artigos de temática livre