UM OLHAR ATRAVÉS DO ESPELHO: RELATOS DE PACIENTES SOBRE A CIRURGIA BARIÁTRICA

  • Ester Aline Silvério Moreira Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais
Palavras-chave: Cirurgia Bariátrica, Motivadores, Indicar, Consequências, Psicologia

Resumo

A realização desta pesquisa buscou compreender, a partir da perspectiva de pessoas que se submeteram à cirurgia bariátrica, quais foram os motivadores para a realização do procedimento, bem como identificar as vivências, sentimentos e desafios a ele associados.  Os objetivos específicos visaram: a) analisar as consequências pessoais e sociais que pessoas que se submeteram à cirurgia bariátrica associam ao procedimento; b) verificar se houve acompanhamento por profissionais da Psicologia durante os processos pré e pós-operatório e c) identificar se o indivíduo sentiu satisfação com a condução dos procedimentos. Foi realizada uma investigação de caráter qualitativo. Foram entrevistadas dez pessoas que passaram pela cirurgia bariátrica. Os dados mostram que a maioria dos entrevistados ficou satisfeita com o procedimento e que identifica mudanças pessoais e sociais relacionadas à realização da cirurgia. Os entrevistados apontam, ainda, que as intervenções da Psicologia são de suma relevância no processo de preparação para a cirurgia e, também, após o procedimento.

Referências

ALBERT EINSTEIN. SociedadeBeneficenteIsraelitaBrasileira. Disponível em: Acesso em: 23 de set. de 2018

American Society for Metabolic and Bariatric Surgery (ASMBS). Dr. Edward E. Mason Historical Library. Gainesville, FL, [201-?]. Disponível em: Acesso em 25 set. 2018

Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (ABESO). Ci-rurgia Bariátrica: a situação atual do Brasil. São Paulo, 2016. Disponível em: Acesso em 25 set. de 2018.

AZEVEDO, Alexandre Pinto de et al. Cirurgia Bariátrica, aspectos psicológicos e psiquiátri-cos. Revista Psiquiatria Clínica. São Paulo, v. 31, n 4, p. 199-201, 2004. Disponível em Acesso em 25 set. 2018

AZEVEDO, Ângela Celeste Barreto de; MALINA, André; VENDRUSCOLO, Mayra Fer-nanda. A concepção de obesidade e padrão corporal por mediações ideológicas da mídia. Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 2, p. 503-516, jan./mar. 2014. Disponível em: Acesso em 30 set. 2018. BAHIA, Luci-ana; VIANNA, Denizar. Cirurgia Bariátrica: Pareceres técnicos científicos. Instituto de estu-dos de Saúde Suplementar, IESS, 2010. Disponível em: . Acesso em: 22 set. 2018

BARBETTA, Pedro Alberto. Estatística aplicada às ciências sociais. 6 ed. Florianópolis, UFSC, 2006.

BARBOSA, Anna Paula Sampaio et al. Avaliação Psicológica para submissão ao procedimen-to bariátrico sob enfoque analítico comportamental. Psicologia, saúde & doenças. Sociedade Portuguesa de Psicologia e Saúde, v. 18, n., p. 335-347, 2017. Disponível em Acesso em 26 set. 2018.

BARDIN, Laurence. Análise de conteúdo. São Paulo:São Paulo: Edições 70, 2011.

BONI, Valdete; QUARESMA, Silvia Jurema. Aprendendo a entrevistar: como fazer entrevis-tas em Ciências Sociais. Revista Eletrônica dos Pós-Graduandos em Sociologia Política da UFSC. Santa Catarina, vol. 2, n. 1 (3), p. 68-80, jan./jul. 2005.

BRASIL, Conselho Federal de Medicina. Resolução n. 2.172 de 22 de novembro de 2017, que reconhece a cirurgia metabólica para o tratamento de pacientes portadores de diabetes mellitus tipo 2, com IMC entre 30 kg/m2 e 34,9 kg/m2, sem resposta ao tratamento clínico convencional, como técnica não experimental de alto risco e complexidade. Federação Brasi-leira de Gastrenterologia, dez. 2017. Disponível em: Acesso em 18 de ser. 2017.

BRASIL, Conselho Federal de Medicina. Resolução n. 1.942 de 12 fevereiro de 2010, que altera a resolução 1766 de 2005 e estabelece normas seguras para o tratamento cirúrgico da obesidade mórbida, definindo indicações, procedimentos e equipe. Portal Médico. Disponível em: < http://www.portalmedico.org.br /resolucoes /cfm/2005/1766_2005.htm> Acesso em 26 de set. 2017.

BRASIL. Ministério da Saúde. Portaria 424, de 19 de março de 2013. Redefine as diretrizes para a organização da prevenção e do tratamento do sobrepeso e obesidade como linha de cuidado prioritária da Rede de Atenção à Saúde das Pessoas com Doenças Crônicas. Ministé-rio da Saúde, Brasília, DF, 2013. Disponível em Acesso em 25 set. 2018

CAMPOS, Maria Teresa Fialho de Sousa. A influência do luto no comportamento alimen-tar e suas implicações nas condutas nutricionais. Departamento de Nutrição e Saúde, Cen-tro de Ciências Biológicas e da Saúde (UFV). Viçosa, 2013.
CAREGNATO, Rita Catalina Aquino; MUTTI, Regina. Pesquisa qualitativa: análise de dis-curso versus análise de conteúdo. Texto & Contexto Enfermagem, Florianópolis, v. 15, n. 4, p. 679-84, out./dez. 2006.

CORDÁS, TákiAthanássios et al. Transtorno Alimentar e cirurgia bariátrica: Relato de ca-so.Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, v.48, n. 4, agosto 2004. Dispo-nível em Acesso em 01 out. de 2018

ECO, Umberto (Org.). História da Beleza. Rio de Janeiro: Record, 2004.

EHRENBRINK, Petra Paim et al. Um novo olhar sobre a cirurgia bariátrica e os transtornos alimentares. Psicologia hospitalar (São Paulo), São Paulo, v.7 n.1, 2009. Disponível em: Acesso em 11 set. 2018.

FANDIÑO, Julia et al. Cirurgia Bariátrica: aspectos clínico-cirúrgicos e psiquiátricos. Revista de Psiquiatria. Rio Grande do Sul, v. 26, n.1, p. 47-51, jan. /Abr, 2004. Disponível em Acesso em 31 mar. 2019.

FERREIRA, F.R. Os Sentidos do corpo: cirurgias plásticas, discurso médico e Saúde Públi-ca. 2006. Tese (dutorado) – Escola Nacional de Saúde Pública, Rio de Janeiro. 2006.

FELIPPE, Flávia Maria Lacerda et al. Obesidade e mídia: o lado sutil da informação. Revista Acadêmica do Grupo Comunicacional de São Bernardo. São Bernardo, ano 1, n.2, jul./dez. 2004. Disponível em Acesso em 18 set. 2018.

FREITAS, Clara M. S. M et al. O padrão de beleza corporal sobre o corpo feminino mediante o IMC. Revista Brasileira Educação Física e Esporte. São Paulo, v.24, n.3, p.389-404, jul./set. 2010. Disponível em: Acesso em 19 mai. 2019.

FLORES, Carolina Aita. Avaliação psicológica para cirurgia bariátrica: práticas atuais. ABCD, arq. bras. cir. dig. [online]. 2014, vol.27, suppl.1, pp.59-62.Disponível em Acesso em 26 set. 2018

GOFFMAN, Erving. Estigma: Notas sobre a Manipulação da Identidade Deteriorada. 4 ed. Rio de Janeiro: Guanabara, 1988.

GONÇALVES, Clarissa Azevedo. VIVENCIANDO O EMAGRECIMENTO: Um estudo antropológico sobre alimentação, identidade e sociabilidade de pessoas que se submeteram à cirurgia bariátrica. 2006. 161 f. Dissertação (Mestrado) – Programa de Pós-Graduação em An-tropologia Social, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

KAUFMAN, Arthur. Alimento e Emoção. Departamento de Psiquiatria da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), 2012. Disponível em: .Acesso em 31 mar. 2019.

LACERDA, ROSANA MARIA RESENDE et al . Percepção da imagem corporal em pacien-tes submetidos à cirurgia bariátrica. Rev. Col. Bras. Cir. Rio de Janeiro, v. 45, n. 2, e1793, 2018. Disponível em Acesso em 31 mar. 2019.

MARCELINO,Liete Francisco; PATRÍCIO, Zuleica Maria. A complexidade da obesidade e o processo de viver após a cirurgia bariátrica: uma questão de saúde coletiva. Ciência & Saú-de Coletiva, v.16, n.12, p. 4767-4776, 2011. Disponível em: Acesso em 26 mai. 2019.

MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 21 ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. Disponível em: Acesso em 26 out. de 2018.

OLIVEIRA et al. Cirurgia bariátrica – aspectos psicológicos e psiquiátricos. Revista de Psi-quiatria Clinica. 31 (4); 199-201, 2004. Disponível em: Acesso em 25 set. 2018.
RUSSO, Renata. Imagem corporal: construção através da cultura do belo Disponível em: Acesso em: 01/10/2018

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCBM). Brasil lidera ranking de cirurgia plás-tica entre jovens. São Paulo, 2018. Disponível em: Acesso em 19 set. de 2018.

Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM) Número de cirurgias ba-riátricas no Brasil aumenta 46,7%. São Paulo, 2017. Disponível em: < https://www.sbcbm.org.br/historia-da-cirurgia-bariatrica-no-brasil/> Acesso em 11 set. de 2018.

Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica. (SBCBM). História da Cirurgia Bariátrica no Brasil. São Paulo, [201-?]. Disponível em: < https://www.sb cbm.org.br/historia-da-cirurgia-bariátrica-no-brasil/>Acesso em 24 set. de 2018.

SERRA, GianeMoliari Amaral; SANTOS, Elizabeth Moreira dos. Saúde e mídia na constru-ção da obesidade e do corpo perfeito. Ciência& Saúde Coletiva, 8(3):691-701, 2003. Dispo-nível em Acesso em 18 de set. 2018.

VENDRUSCOLO, Mayra Fernanda et al. A concepção de obesidade e padrão corporal por mediações ideológicas da mídia. Revista Pensar a Prática, Goiânia, v. 17, n. 2, p. 503-516, jan./mar. 2014. Disponível em Acesso em 18 de set. 2018.

ZEVE, Jorge Luiz de Mattos; NOVAIS, Poliana Oliveira; JUNIOR, Nilvan de Oliveira. Téc-nicas em cirurgia bariátrica: uma revisão da literatura. Revista Ciência & Saúde, 2012. Dispo-nível em: Acesso em: 22 de set. de 2018
Publicado
08-09-2020
Como Citar
SILVÉRIO MOREIRA, E. A. UM OLHAR ATRAVÉS DO ESPELHO: RELATOS DE PACIENTES SOBRE A CIRURGIA BARIÁTRICA. Pretextos - Revista da Graduação em Psicologia da PUC Minas, v. 5, n. 9, p. 698-718, 8 set. 2020.
Seção
Artigos de temática livre